O Coritiba não sentiu falta do seu principal jogador de meio campo e do artilheiro da equipe no Campeonato Brasileiro contra o Palmeiras. Com dois gols de atletas considerados reservas no grupo, o Coxa passou sem grandes dificuldades pelo time paulista e voltou a vencer fora de casa após 81 dias de jejum. Sem Rafinha e Bill, suspensos, o elenco teve em Everton Costa o principal nome da criação alviverde e foi soberano na posse de bola durante os 90 minutos de jogo.

O técnico Marcelo Oliveira preferiu não apontar erros no time e elogiou a postura ofensiva em Barueri. “A vitória é fundamental e às vezes a gente até esquece alguma coisa que não saiu bem. Everton Costa foi muito bem no jogo; o Rafinha — a quem ele substituiu — também é um belo jogador; o Davi fez gol e vem recuperando a forma; Leonardo também foi bem”, enumerou o treinador. “Temos um elenco bom, então é só encaixar”, completou.

Com 48 pontos, o Coxa é o décimo colocado do Brasileirão e tem pela frente o Flamengo, no Couto Pereira. E ao experimentar novamente o gosto de vencer longe de casa, o time alviverde quer manter o bom retrospecto em Curitiba. “Com a vitória, criamos uma expectativa muito grande para o jogo contra o Flamengo, com esperança de casa cheia”, disse Oliveira.

Mesmo satisfeito com a apresentação do time, o técnico atribuiu a posição na zona intermediária da tabela à perda de pontos importantes ao longo do campeonato. “Se a gente buscar retrospectiva, naturalmente você vai buscar uns cinco, seis pontos que poderia ter levado, mas isso acontece com todas as equipes. Todo mundo está lamentando alguma coisa”, finalizou o técnico.