O resultado da 5ª rodada do Brasileiro se repetiu para Coritiba e Internacional. Os dois times que mais marcaram gols no campeonato nacional fizeram um jogo disputado, mas para o Coxa o modesto empate em 1 a 1 teve um gosto especial. Isso porque o Colorado saiu na frente no primeiro minuto de jogo e no restante da partida usou de todo seu poderio ofensivo para sufocar a defesa alviverde.

A força da zaga foi sentida também no ataque: foi de Emerson o gol do empate no início do segundo tempo e de Vanderlei a defesa de pênalti que salvou o Verdão da derrota. “Nós procuramos melhorar no segundo tempo, reposicionar o time, marcar melhor e principalmente nos movimentar mais”, avaliou o técnico Marcelo Oliveira. “Jogando em casa, eles foram pra cima e a gente teve que recuar. Lá [no Couto Pereira], pressionamos muito, mas eles levaram um ponto. Agora, viemos aqui e levamos um ponto também”, definiu.

Com 33 pontos, o Alviverde subiu uma posição e hoje é o 9º colocado do Brasileiro. Mesmo a oito pontos do G4, o objetivo do time, segundo o treinador, ainda é uma vaga na Libertadores. “O campeonato ainda está em aberto. São muitas rodadas e tudo é possível. Dentro de casa, o Coritiba é um time forte, que luta muito. Nós temos um elenco compromissado, então esse é o nosso objetivo”, afirmou o treinador.

Oliveira destacou também a força do elenco, que foi um dos cinco times com os quais o Colorado empatou no Beira-Rio. Sem oferecer muito perigo ao goleiro Muriel durante o jogo, o Alviverde soube se segurar da metralhadora que virou o ataque gaúcho. Assim, voltar de Porto Alegre com um ponto foi motivo de alegria para o elenco. “O sentimento é de que não fizemos uma boa partida em relação à expectativa que tínhamos, mas diante das circunstâncias, eu acho que ficou de bom tamanho. Levamos um ponto precioso”, finalizou.