O técnico Marcelo Oliveira não ficou nada satisfeito com o empate do Coritiba em 0 a 0 com o Avaí, na tarde deste domingo, na Ressacada. O treinador admitiu que a equipe alviverde não fez uma boa partida e lamentou mais uma oportunidade de vitória desperdiçada, contra um adversário que ocupa a vice-lanterna do Campeonato Brasileiro.

“Perdemos a oportunidade de fazer três pontos porque jogamos muito mal, o adversário estava pressionado, mas não fizemos um bom primeiro tempo. Crescemos na etapa final, tivemos pelo menos duas oportunidades claras e nem assim conseguimos chegar. Mas futebol é assim, vamos cobrar e preparar melhor a equipe porque temos muito mais a dar”, analisou Oliveira.

Apesar das reclamações da torcida por conta da substituição de Marcos Aurélio por Gil, Oliveira explicou que tentou dar mais velocidade ao Coritiba, mas que no fim acabou não dando certo: “Foi um dia de total infelicidade, trocamos e tentamos modificar a equipe, colocamos jogadores mais rápidos em campo e não aproveitamos bem. Fica a sensação de um dia que nada deu certo, lamentamos mas precisamos cobrar dos jogadores”.

Por fim, o treinador justificou a saída de Jonas, que havia recebido o terceiro cartão amarelo e assim já estava fora do clássico Atletiba do próximo fim de semana. Maranhão entrou no Coritiba e também recebeu o terceiro amarelo por ter entrado em campo antes do árbitro autorizar. Com isso, o Verdão fica sem um lateral direito de ofício para enfrentar o rival Atlético, sábado que vem, no Couto Pereira.

“Quando o Jonas levou o amarelo, eles estavam atacando muito por aquele setor e eu optei por colocar um jogador descansado, com boa velocidade para os contra-ataques. Eu até pedi pra ele esperar um pouco, mas houve uma confusão e o Maranhão entrou sem autorização. Não teve agressividade nenhuma e eu acho que os clubes são muito prejudicados com o excesso de cartões amarelos, alguns sem necessidade”, justificou Marcelo Oliveira.

O Coritiba agora tem a semana inteira para se preparar para a última partida do primeiro turno do Brasileirão, contra o Atlético.