Por Pedro Melo com informações de Osmar Antônio

Kleber afirmou que partida ruim serve de lição para o Coritiba. (Divulgação/Coritiba)

O Coritiba tomou um grande sufoco, mas conseguiu a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil. Durante o empate com o Vitória da Conquista, o atacante Kleber perdeu pênalti no primeiro tempo e ainda desperdiçou duas chances na frente do gol.

Em entrevista exclusiva à Banda B, Kleber assumiu responsabilidade pelo resultado indesejado, mas destacou a vontade de todos os jogadores até o final da partida para ficar com a vaga. “Corremos até o final, mas são coisas que não podem acontecer. Serve de lição até para mim que deveria fazer os gols”, declarou.

Quando o jogo ainda estava com o placar fechado, o atacante perdeu uma penalidade máxima. Para justificar o erro, Kleber criticou o gramado ruim que o fez mudar a forma de bater na bola. “Eu bati muito devagar porque fiquei com medo da bola subir por causa da grama alta. Eu quis tirar o peso da bola e ela saiu muito fraca. A gente fez o jogo ficar difícil e isso é culpa nossa principalmente minha que perdi os gols”, comentou.

Já o técnico Paulo César Carpegiani isentou Kleber de qualquer culpa e lembrou que o jogador é decisivo em muitas partidas do Coxa. “Kleber tem muito crédito. O campo é muito fofo, então, se pega embaixo da bola, manda 10 metros para cima. Então, ele quis fazer o mais fácil. Ele tem muito crédito conosco, decide jogos toda hora e o que temos que fazer é nesse momento é reunir forças”, destacou.