Por Pedro Melo com informações de Osmar Antônio

Coritiba acredita que a responsabilidade será igual para as duas equipes. (Osmar Antônio/Banda B)

O Coritiba iniciou a semana de treinamentos visando o clássico contra o Atlético no próximo domingo (19), às 17h, na Arena da Baixada. O maior questionamento para os jogadores do Coxa é: o clube tem maior obrigação pela vitória após o Rubro-Negro confirmar que jogará com uma equipe reserva?

A resposta é unânime: não. Para o lateral-esquerdo Carlinhos, os jogadores que estarão representando o Atlético querem mostrar serviço e pediu concentração durante os 90 minutos do clássico. “Independente se é time alternativo ou não do outro lado é o time do Atlético. Temos que concentrar bem e quem for jogar lá, vai estar representando o Atlético. Não podemos relaxar”, afirmou.

Já o atacante Henrique Almeida garantiu que a responsabilidade do Alviverde é a mesma e ressaltou que o objetivo do clube é conquistar o título estadual. “O Coritiba é grande. O nosso foco é ser campeão paranaense e clássico é clássico. Independente de time misto, quem jogar do lado de lá vai representar o Atlético e espero um jogo duro. Porém, o torcedor pode ter certeza que vamos dar o máximo e tenho certeza que vamos sair com um bom resultado”, destacou.

“Independente se fosse ao contrário, se nós perdêssemos o jogo, aparecia que o Coritiba perdeu. Eles estão representando o Atlético, assim como nós vamos representar o Coritiba. O que vale é o resultado final e acredito que a pressão vai ser igual ainda mais na casa deles”, complementou o atacante.

Em 2015, Henrique Almeida disputou o Atletiba e teve a oportunidade de marcar um dos gols da vitória por 2 a 0. No clássico de domingo, o camisa 91 espera repetir a história. “Foi um clima diferente desde a entrada do campo, jogo dentro de casa e a torcida nos levou para o estádio. Foi um clima de Atletiba. Fiquei feliz em disputar o Atletiba e ainda marquei um gol. Espero que seja igual”, concluiu.

Confira a entrevista coletiva de Henrique Almeida: