Ouça o áudio

Divulgação/Coritiba
Jogo truncado: Coxa manteve maior posse de bola, mas foi o Inter que saiu na frente no placar

Os dois times mais ofensivos do Brasil fizeram uma partida digna de grandes ataques. Modesto, o placar final de 1 a 1 engana. A maior posse de bola no primeiro tempo não garantiu ao Coxa o resultado positivo na etapa inicial, marcada pelo gol relâmpago de Oscar, a um minuto de jogo. Na parte final da partida, porém, o Alviverde teve em Emerson, que marcou o gol do empate e em Vanderlei, que defendeu pênalti, os seus grandes destaques. O time se segurou da pressão de Damião, Oscar e companhia e voltou do Beira-Rio com o terceiro empate fora de casa no campeonato. (Ouça o gol de Emerson na narração de Fernando César)

Com o empate, o Coritiba vai a 33 pontos, assume a 9ª colocação no Brasileiro e, na próxima quarta-feira (21), recebe o Cruzeiro no Couto Pereira. Já o Internacional vai a Florianópolis para enfrentar o Figueirense.

Ataque veloz

O ponteiro mal tinha dado uma volta completa quando o Inter fez o primeiro gol no Beira-Rio. A um minuto e meio, Leandro Damião cruzou e o vacilo da defesa coxa deu tranquilidade para Oscar abrir o placar. Truncada, a partida foi marcada pelas disputas pesadas de bola no meio campo e as faltas duras não demoraram a aparecer. Comandada por Damião, a dianteira gaúcha deu trabalho para a zaga alviverde, que se segurou como pode para evitar os gols do Colorado.

Com maior domínio e posse de bola, o Coxa partiu pro jogo, mas a supremacia do ataque gaúcho era cada vez mais evidente: após ter um gol corretamente anulado, Damião desperdiçou uma grande chance de ampliar para o time da casa aos 25. E o atacante não parou por aí. Rápido na movimentação, ele infernizou a defesa e chegou a carimbar a trave de Vanderlei ainda no primeiro tempo. Firme nos desarmes, o Inter quase fez o segundo gol após uma bobeada do goleiro alviverde já nos minutos finais.

Empate, pênalti e pressão

A derrota incomodava, mas o vestiário parece ter feito bem para o Coritiba. O time voltou mais ligado e devolveu o gol relâmpago marcado pelo Colorado no início do jogo. Aos 2 minutos, Marcos Aurélio mandou a bomba na cobrança de falta e Emerson enfiou a cabeça na bola pra desviar e empatar o jogo. Jogando em casa, o Inter partiu pra cima e começou a tramar um ataque atrás do outro, colocando a defesa alviverde à prova.

No lá e cá, quando Damião parecia colocar o Coxa em perigo novamente, foi a estrela de Vanderlei que brilhou. O atacante sofreu pênalti, mas Kleber assumiu a responsabilidade de cobrar e foi parado pelo goleiro alviverde, que se redimiu pela falta que originou a penalidade impedindo o segundo do Colorado. O time gaúcho insistiu. E a trave foi vítima de Oscar, ainda e uma vez mais, na pressão que o time gaúcho exerceu antes do apito final.

FICHA TÉCNICA

Brasileiro 2011 – 22ª rodada

Internacional 1×1Coritiba
Local:
Beira Rio
Data: 18/09/2011
Horário: 18h00

Árbitro: Sandro Meira Ricci (FIFA-DF)
Assistentes: Marcelo Carvalho van Gasse (FIFA-SP) e Fabricio Vilarinho da Silva (Asp. FIFA-GO)

Coritiba: Vanderlei, Jonas, Emerson, Luccas Claro, Lucas Mendes, Willian Farias, Leandro Donizete, Tcheco (Gil), Rafinha, Marcos Aurélio (Everton Costa)e Bill (Caio Vinicius).Técnico: Marcelo Oliveira

Internacional: Muriel, Nei, Rodrigo Moledo, Juan, Kleber, Guiñazu, Elton, Andrezinho (Jô), Oscar, Dellatorre (Ilsinho)eLeandro Damião.Técnico: Dorival Junior

Cartões Amarelos: Emerson(Coritiba), Tcheco (Coritiba), Ilsinho (Internacional), Lucas Mendes (Coritiba), Rafinha (Coritiba)

Gols: Oscar, a 1′ do 1° tempo (Internacional), Emerson, aos 2′do 2° tempo (Coritiba)