Por Guilherme Coimbra e Pedro Melo com informações de Greyson Assunção

As duas equipes entraram em campo, mas a bola não rolou na Baixada (Guilherme Coimbra/Banda B)

Sem acatar ao pedido da Federação Paranaense de Futebol para que os profissionais que fariam a transmissão da partida pela internet, Atlético e Coritiba optaram pelo cancelamento do jogo deste domingo (9), marcado para às 17h, na Arena da Baixada, válido pela quinta rodada do Campeonato Paranaense. Em resposta aos motivos apresentados pela dupla Atletiba, o representante jurídico da FPF, Emerson Fukushima, conversou com a Banda B para explicar o ocorrido.

“Não ocorreu uma determinação para suspender a partida pela transmissão por qualquer canal que os clubes combinaram. Eu quero deixar bem claro porque estou ouvindo muitas mentiras da diretoria do Atlético. Da mesma forma que qualquer jornalista queira transmitir de dentro do gramado, tem que ser credenciado”, afirmou Emerson Fukushima em entrevista à Banda B.

O advogado da Federação Paranaense de Futebol disse que a partida aconteceria se os profissionais não credenciados deixassem o campo. “A transmissão poderia ter acontecido e Atlético e Coritiba teriam que resolver com a Globo, que é a detentora dos direitos televisivos. Isso não tem nada a ver com a Federação. Repórteres não credenciados de Atlético e Coritiba estavam no gramado e não queriam sair de lá. Eles descumpriram o regulamento e a lei. Qualquer jogo da CBF e da FIFA não entra repórter credenciado e os repórteres que eles tinham escalado não estavam credenciados. Era só eles saírem de campo e o jogo aconteceria. Não foi uma decisão da FPF”, explicou. “Não seguiram a regra mais básica do jornalismo. Nenhum repórter não credenciado pode ficar em campo. Tinham repórteres de Atlético e Coritiba não credenciados”, completou.

Emerson Fukushima confirmou que a decisão sobre o ocorrido no clássico caberá ao Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná. “Essa situação deve ser resolvida no TJD-PR. Um evento extremamente grande e não teve nada a ver com a transmissão pela YouTube com repórter fora do gramado e também credenciado”, declarou.

A FPF deverá emitir nota ainda neste domingo sobre o acontecido e definirá apenas no decorrer da semana se a partida será realizada em outra data. “Atlético e Coritiba devem respeitar o regulamento do torneio que estão disputando e vamos esclarecer durante a semana se o jogo vai ser remarcado”, finalizou Emerson.