Divulgação/Coritiba
Rafinha e Marcos Aurélio podem fazer a ligação ofensiva do Verdão contra o Mengo; Oliveira ainda não confirma time

O primeiro e terceiro melhores ataques do Campeonato Brasileiro se enfrentam no próximo domingo (13), no Couto Pereira. De um lado, o Flamengo embalado por uma sonora goleada de 5 a 1 sobre o Cruzeiro, de virada, no Engenhão. De outro, o Coxa também impulsionado pela boa vitória — a terceira — fora de casa no Brasileirão.

Em se tratando de objetivos, o Coritiba com 48 pontos persegue até o fim do campeonato a posição que hoje pertence ao rubro-negro carioca: a quinta colocação, primeira que classifica à Copa Libertadores do ano que vem. “O Flamengo vem de uma grande vitória, e eu acredito que vai ser um confronto muito interessante, muito equilibrado. Esperamos que o Coritiba possa se impor aqui dentro”, avalia o técnico Marcelo Oliveira, que só deve revelar a montagem do meio campo que ainda gera dúvidas nesta sexta-feira (11).

Ostentando uma boa campanha nas quatro linhas do Couto Pereira, o time alviverde espera não decepcionar. Em 16 partidas disputadas em casa, foram dez vitórias, quatro empates e apenas duas derrotas. Com promessa de arquibancadas lotadas, a esperança é ter nas possíveis voltas de Rafinha, Donizete e Bill um time mais ofensivo. “Nós não devemos temer ninguém. Sempre entrar com a convicção e com a determinação de ganhar os jogos”, afirma Oliveira. “O proveito é a preparação forte, chegar no jogo com personalidade, com confiança, encarar o Flamengo”, completa.