Leandro Amaral/Futura Press
Eficiência no ataque: 13 jogdores marcaram os 31 gols do Coxa no Campeonato Brasileiro

Dez gols nas últimas cinco rodadas e o Coritiba já é o ataque mais positivo do Campeonato Brasileiro, com 31 gols marcados. E, além dos números, impressiona também a variedade: dos 30 atletas já testados no campeonato nacional, 13 balançaram as redes em 17 rodadas disputadas. No Brasil, o Coritiba também é o mais eficiente quando o assunto é bola na rede: são 116 gols na temporada, marcada pela série de 24 vitórias consecutivas, também a maior registrada no país.

Exemplo disso são as últimas duas partidas, nas quais o Coritiba venceu com três gols no placar. Contra o Atlético-MG, no jogo de número mil no Couto Pereira, o meia Rafinha e os atacantes Bill e Leonardo assinaram os seus gols. Já contra o Santos, na vitória suada do Alviverde por 3 a 2, até zagueiro marcou: Jéci, abriu o placar, seguido de Marcos Aurélio, atacante de ofício e Léo Gago, volante.Os números do time de Marcelo Oliveira se igualam aos do Coritiba de 1957 e colocam o grupo de 2011 muito próximo de fazer história. O time está a sete gols de ultrapassar o recorde de 123 tentos – maior marca do clube –, marcados pelo time de 72.

Vice-artilheiro do Coritiba com cinco gols marcados, Marcos Aurélio entrou no segundo tempo para começar a reação do Coxa pra cima do Santos. O atacante acredita que a marca é fruto do trabalho conjunto e aponta que esse não é o objetivo central do time. “Se temos o melhor ataque é por mérito do que fazemos, e na verdade é isso que os importa, jogar e jogar bem, somente isso. Não vamos fazer disto uma meta, vamos aproveitar o fruto do empenho do time em campo”, apontou.

Coxa terá três desfalques para enfrentar o Avaí

A chuva de cartões amarelos distribuída pelo árbitro Antônio de Carvalho Scheneider na vitória do Coriitba sobre o Santos, na Vila Belmiro terá reflexos diretos na formação que entra em campo para enfrentar o Avaí neste domingo (21).

O técnico Marcelo Oliveira não terá Léo Gago, Rafinha e Bill, todos suspensos pelo terceiro amarelo e tem problemas para escalar o meio campo alviverde. Já que o time segue de Santos para Florianópolis, sem passar por Curitiba, mais três atletas devem se juntar à delegação.

Para a vaga de Rafinha, Geraldo, Anderson Aquino e Everton Ribeiro são os concorrentes. Jáo lugar de Léo Gago deve ficar com Gil, único volante disponível, já que Willian segue lesionado. Sem Bill, o ataque deve ser formado por Marcos Aurélio e Leonardo.