Por Pedro Melo com informações de Osmar Antônio

Alex Brasil afirma que todos precisam fazer auto-crítica sobre o desempenho na eliminação. (Osmar Antônio/Banda B)

O Coritiba caiu diante do ASA por 2 a 0 na segunda fase da Copa do Brasil e disputa apenas mais dois torneio até o final da temporada: Campeonato Paranaense e Brasileirão. A eliminação precoce na competição foi encarado com surpresa dentro do clube.

Único dirigente a se pronunciar depois da eliminação, o diretor-executivo do Coxa, Alex Brasil, afirmou que a queda precoce na Copa do Brasil foi “vergonhosa” e afirma que todos precisam se auto avaliarem. “Vergonhosa. Não era isso que nós queríamos e todos nós estamos muito tristes pela eliminação. A gente encara isso com muito trabalho e empenho desses trabalho”, disse. “Todos sabem do ocorrido e precisam ter auto-critica. Entramos em um problema e temos que saber sair dela”, complementou.

Já o técnico Paulo César Carpegiani admitiu toda a responsabilidade pela derrota, mas lamentou a ausência de jogadores considerados importantes no meio-campo, setor mais criativo no início da temporada. “Nossos principais jogadores de meio-campo estão todos fora. Temos vários jogadores importantes no meio fora e é justamente onde estamos tendo dificuldades”, comentou.

Carpegiani acredita que quando tiver todo o elenco a disposição, o rendimento do time vai melhorar consideravelmente. “Temos jogadores titularíssimos fora, mas mesmo com a falta desses jogadores nós poderíamos ter nos apresentado melhores. Pedimos desculpa para a torcida, mas não tem o que fazer agora. Quando tivemos todos os jogadores a disposição, poderemos ter um bom time”, destacou.

Após uma eliminação inesperada, o Coritiba precisa rapidamente pensar no estadual e disputa o clássico contra o Atlético na próxima quarta-feira (01), às 20h, na Arena da Baixada. “É o nosso próximo jogo e o futebol sempre tem a revanche pela frente. Temos possibilidade de reverter uma situação e passa a ser um jogo importantíssimo para nós ainda mais pela rivalidade”, afirmou o comandante.

Alex Brasil não coloca a culpa apenas em Carpegiani

O Coxa deixou o campo sob vaias da torcida que gritou “time sem-vergonha”. Mesmo com muitas críticas também para Carpegiani, Alex Brasil afirmou que a culpa é todos dentro de campo e entende a cobrança dos torcedores. “A gente não pode colocar a culpa em apenas uma pessoa e todos que precisam ter vergonha na cara”, falou.

“Nesse momento as coisas são tratadas internamente. A gente não queria esse momento, estamos chateado e claro que a cobrança existe pela forma que trabalhamos. É uma situação que entristeceu todos nós e algo tem que acontecer. É um momento difícil e precisamos nos reerguer”, concluiu o dirigente.

Confira a entrevista coletiva do técnico Paulo César Carpegiani: