Por João Pedro Alves

A ausência de Deivid nos treinamentos desta quarta-feira (26) tinha uma justificativa e deve causar a saída do atacante do Coritiba: o atraso no pagamento dos direitos de imagem. Uma reclamação antiga no Alto da Glória e que agora chegou ao limite. Alegando o não cumprimento do contrato, os representantes do camisa 9 pediram na justiça a rescisão do contrato com o clube, válido até abril de 2015.

(Foto: Divulgação/Coritiba)

Deivid deixou o clube e já viajou para o Rio de Janeiro (Foto: Divulgação/Coritiba)

Em uma nota publicada no site oficial do jogador, é revelado que o Coxa pagou apenas duas parcelas dos direitos desde que chegou a Curitiba, em agosto de 2012. Nesse período, algumas cobranças foram feitas à diretoria alviverde e em meados do ano passado um acordo que previa a quitação das dívidas foi fechado. Fechado, mas não teria sido cumprido pelo clube.

“Quando o Deivid saiu do Flamengo, teve que abrir mão de boa parte do que o clube lhe devia para poder assinar com o Coritiba. A diretoria do clube do Paraná, por sua vez, garantiu que iria cumprir com todos os compromissos, mas isso infelizmente não aconteceu”, afirmou Felipe Carrilho, empresário do atacante.

O representante de Deivid também destacou o compromisso que seu cliente mostrou com o Coritiba mesmo sem estar recebendo. “Ele foi profissional ao extremo cumprindo com suas obrigações e honrando a camisa do Coritiba todas as vezes que entrou em campo. Ele também mostrou-se paciente e compreensivo”, disse.

Com a entrada do pedido para a rescisão do contrato feito, Deivid já deixou a capital paranaense no início da tarde desta quarta-feira. O destino do atleta é o Rio de Janeiro, onde tem residência e irá aproveitar o carnaval com a família.

Notícias relacionadas:

Em dia sem ônibus, Deivid não aparece para treinar no CT da Graciosa