Por João Pedro Alves

Desde que estreou no comando do Coritiba, na 6ª rodada do Campeonato Paranaense, o técnico Dado Cavalcanti sempre deixou claro que o objetivo era dar sequência a uma escalação para que o time evoluísse. No entanto, em quatro jogos ele ainda não pôde repetir nenhuma vez os onze iniciais. A primeira chance disso acontecer será contra o Prudentópolis, na quarta-feira de cinzas (5).

(Foto: Divulgação/Coritiba)

Se quiser, Dado pode manter formação que venceu o Fantasma no próximo jogo (Foto: Divulgação/Coritiba)

A dificuldade de manter um mesmo time de uma rodada para a outra vem de alguns fatores. O principal deles são as lesões que vêm aparecendo neste início de temporada. Neste domingo (2), por exemplo, quatro atletas que já foram titulares no estadual estão entregues ao departamento médico: o zagueiro Leandro Almeida, o lateral Norberto, o meia Roni e o atacante Geraldo.

O que também prejudicou Dado foram as saídas repentinas de jogadores. Do time que estreou no Paranaense, o volante Willian e o atacante Deivid já não fazem mais parte do elenco alviverde – um foi para o Cruzeiro e o outro pediu a rescisão do contrato. A eles pode se juntar a qualquer momento o meia Lincoln, titular em uma partida, que negocia com o Bahia. O volante Junior Urso, por sua vez, nem chegou a atuar neste ano antes de ir para a China.

Para o duelo contra o Prude, no entanto, não há lesão, transferência ou suspensão que impeça o treinador de escalar o mesmo time que venceu o Operário na última rodada. Com isso, a tendência é que o Coxa jogue novamente com Vanderlei; Moacir, Luccas Claro, Chico e Carlinhos; Germano, Gil, Robinho e Alex; Julio César e Zé Love.

A confirmação será feita nos treinos pré-jogo, nesta segunda e terça-feira no CT da Graciosa. A divulgação oficial, porém, só deve acontecer minutos antes da partida contra o Prudentópolis, marcado para as 19h30 de quarta-feira no estádio Couto Pereira.