Ouça o áudio

O jogo não foi fácil, mas o Coritiba conquistou mais uma vitória fora de casa no Campeonato Brasileiro ao derrotar o Santos por 3 a 2, de virada, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro. Jogando com um a mais em boa parte do segundo tempo, Edson Bastos defendeu uma penalidade cobrada por Borges,o Verdão não teve um pênalti claríssimo marcado e fezo terceiro gol aos 42 da etapa final.

Com mais esses três pontos conquistados de forma emocionante, o Coritiba é agora o 9º colocado do Brasileirão e enfrenta o Avaí no próximo domingo.

Equilíbrio e um gol pra cada lado marcam o primeiro tempo

O jogo mal tinha começado e o Santos conseguiu abrir o placar logo aos 3 minutos. Em falha da zaga alviverde, Pará cruzou da direita e Borges, sozinho na pequena área, apenas tocou para o fundo das redes: 1 a 0 Santos. Mas a partida era equilibrada, e mesmo sofrendo o gol no início, o Coritiba também saía para o jogo e jogadas de ataque eram criadas por ambas as equipes.

Aos 18 minutos, Tcheco cruzou na área e Jonas cabeceou arrancando tinta da trave do Peixe. Um minuto depois, Léo Gago acertou o travessão adversário. Aos 21, Ganso cobrou falta e quase marcou o segundo do Santos. O tempo passava e os jogadores do Coritiba reclamavam da arbitragem, mas seguiam em busca do empate. Até que, aos 34 minutos, Léo Gago cruzou, a zaga santista ficou parada e Jeci cabeceou para o fundo das redes: 1 a 1. Neymar e Aquino tiveram oportunidades de ampliar o marcador, mas o primeiro tempo terminou mesmo empatado.

Edson Bastos defende pênalti e Coritiba vira o jogo

Assim como no primeiro tempo, o Santos balançou as redes logo nos minutos iniciais. Aos 11 minutos, mais um bom cruzamento de Pará pela direita, Borges recebeu no meio de três jogadores do Coritiba, e mesmo assim, bateu para o fundo das redes: 2 a 0 Santos. Só que o Verdão novamente não se abateu com a desvantagem no placar e empatou a partida aos 20 minutos. Jonas cruzou rasteiro, Leonardo desviou de calcanhar e Marcos Aurélio balançou as redes: 2 a 2.

E quando o jogo estava mais uma vez equilibrado e com oportunidades para os dois times, o Santos teve um pênalti a seu favor. Aos 23 minutos, Léo Gago derrubou Neymar dentro da área. Borges bateu a penalidade máxima no canto esquerdo e Edson Bastos defendeu, mantendo o 2 a 2 no placar. Aos 28, Rafael calçou Leonardo dentro da área e o juiz não marcou um pênalti claríssimo para o Verdão, e ainda amarelou o atacante coxa-branca. Um minuto depois, Pará cometeu dura falta, recebeu o segundo amarelo e deixou o Peixe com um a menos.

O tempo passava e o jogo seguia aberto, com as duas equipes buscando o gol da vitória. Nos minutos finais, era o Coritiba quem criava as melhores jogadas de ataque e a virada veio aos 42 minutos, quando Léo Gago soltou uma bomba de longe e marcou um golaço: 3 a 2 Coritiba. Ainda deu tempo de Edu Dracena ser expulso nos acréscimos antes do árbitro apitar o fim de jogo na Vila Belmiro e a vitória coxa-branca.