Washington Alves/Vipcomm
Montillo foi o destaque da Raposa no primeiro turno, quando o Cruzeiro bateu o Coxa por 2 a 1

O bom resultado no Beira-Rio diante do Internacional impulsiona o Coritiba para o jogo desta quarta-feira contra o Cruzeiro, no Couto Pereira. Para o jogo, o técnico Marcelo Oliveira não poderá contar com o zagueiro Jeci, que voltou a ser vetado pelo departamento médico, dando lugar, novamente, ao prata da casa Luccas Claro. Com 33 pontos, o Coxa quer aumentar ainda mais o jejum de vitórias do time mineiro, que não vence há cinco partidas.

Se depender do retrospecto da Raposa fora de casa, o Alviverde pode se tranquilizar: das onze derrotas do time no Brasileiro, sete aconteceram fora de casa. A instabilidade do clube, porém, não é parâmetro segundo a visão do técnico Marcelo Oliveira. “O que vai determinar o jogo ser menos complicado ou não é a nossa produção. O Cruzeiro vai ser sempre difícil como qualquer time nesse campeonato. Falar isso é bater na tecla em um campeonato que aqui no Brasil dá essa oportunidade de ser muito equilibrado”, definiu o treinador. Para ele, tão importante quanto repetir as boas apresentações em casa, é perder o medo de ousar fora dela.

Após garantir que ainda acredita na vaga para a Libertadores, Oliveira aponta a necessidade das vitórias para subir na tabela e se aproximar da zona de classificação e, principalmente, para fortalecer o moral do grupo. “O ambiente, o clima de uma forma geral após bons resultados fica muito legal. Não temos problemas de indisciplina e isso é muito importante”, frisou. “Mas não podemos ficar confortáveis, temos que lutar por uma Libertadores que faria o ano ser muito bom para a gente”, finalizou.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA X CRUZEIRO

Estádio: Couto Pereira, Curitiba (PR)
Data/hora: 6/4/2011 – 20h30 (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Cristian Passos Sorence (GO)

CORITIBA: Vanderlei; Jonas, Luccas Claro (Jeci), Emerson e Eltinho; Leandro Donizete, Willian, Tcheco e Rafinha; Marcos Aurélio e Bill. Técnico: Marcelo Oliveira

CRUZEIRO: Fábio, Gil Bahia, Léo, Victorino e Everton; Leandro Guerreiro, Marquinhos Paraná, Fabrício e Montillo; Ortigoza e Bobô. Técnico: Emerson Ávila.