Divulgação/Coritiba
Coxa quer reverter retrospecto desfavorável contra o Grêmio e conquistar a nova vitória no Couto Pereira

Os números que marcam os confrontos entre Grêmio e Coritiba são amplamente favoráveis ao Tricolor Gaúcho. Nos 36 jogos disputados pelo Brasileirão, o Coxa só venceu oito vezes, perdeu 21 vezes e empatou outras sete. Na contagem de gols, nova vantagem gaúcha: o Alviverde tem 33 a favor e 56 sofridos.

No Couto Pereira, palco da partida do próximo sábado (8), predomina a igualdade. Nas 13 partidas já realizadas no estádio do Verdão, foram cinco vitórias para cada lado e três empates. Para tentar vencer o time de Celso Roth, que vem de vitória sobre o Cruzeiro, o Alviverde quer relembrar o resultado que fez no último confronto, quando venceu o Grêmio por 2 a 1, no Couto Pereira.

O Grêmio é o 13º colocado do Campeonato Brasileiro, com 36 pontos, um atrás do Coritiba, que ocupa a décima posição. Bastante próximos na tabela, os dois times se diferenciam por um fundamento que importa, e muito, na hora do jogo: o Grêmio é o segundo em número de desarmes, com uma média de quase 140 por jogo. Enquanto isso, o Coritiba se destaca como o terceiro time que mais finaliza no Campeonato Brasileiro, com média de 15 arremates por partida.

Para o técnico Marcelo Oliveira, mais que chutar a gol, o time precisa se organizar do meio pra frente. Com seguidos erros de passe, o Coxa não conseguiu chegar com perigo à meta do Figueirense, no empate sem gols da última rodada. “Vamos focar no Grêmio, observar o cansaço dos atletas, precisamos caprichar mais e criar mais, chegar sem muito sofrimento ao gol”, avaliou o técnico.