Divulgação/Coritiba
Criticado pela torcida nas últimas rodadas, Marcos Aurélio acredita que time pode ir longe no Brasileirão

O Coxa mal passou por uma pedreira e já volta as atenções para outro adversário complicado no Brasileirão. Depois de vencer o Botafogo, em casa, por 5 a 0, o Alviverde vai a Porto Alegre enfrentar o Internacional, sétimo colocado do campeonato. No Beira-Rio, os dois ataques mais eficientes do Brasil se enfrentam em busca de aproximação à zona de classificação à Libertadores.

E se o time Gaúcho tem Leandro Damião, o Coxa tem no atacante Marcos Aurélio um dos seus grandes nomes na dianteira. Vice-artilheiro do time com seis gols, o baixinho retomou a confiança após a boa apresentação diante do Bota. “Perdemos um jogo importante para o Vasco, por isso uma vitória sobre o Botafogo era fundamental. Não fui só eu que joguei bem, todos que entraram em campo tiveram uma boa atuação e isto mostra a força do nosso grupo”, destacou Marcos Aurélio.

Frente a Damião, que tem 13 gols no campeonato, o Coxa aposta na boa fase do zagueiro Emerson. Xerifão da defesa, o jogador mantém a boa média de 15 desarmes por jogo para frear tanto os passes de Nei quanto os arremates do vice-artilheiro do Brasileirão. “Temos nossos objetivos e sabemos que o campeonato está aberto e tem muita coisa pela frente’, finalizou o atacante.

Departamento médico

Vetado na última partida, o atacante Anderson Aquino foi liberado pela equipe médica do Coritiba e fica à disposição para enfrentar o Internacional. Já o zagueiro Jeci, que sente dores no tornozelo, ainda será reavaliado para saber se tem condições de jogo. Os zagueiros Demerson, que quebrou o dedo do pé, e Pereira, com a coxa lesionada, seguem em tratamento. Já o atacante Leonardo faz trabalhos físicos, mas ainda não retorna ao time.