Coritiba enviou representação para reclamar contra arbitragem do clássico (Giuliano Gomes/PR Press/Estadão Conteúdo)

Na bronca por um suposto pênalti não marcado no atacante Rildo, o Coritiba já enviou a representação para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) contra a arbitragem do clássico Atletiba, que foi realizado no último domingo (10), na Arena da Baixada, e acabou empatado em um a um.

A informação foi confirmada pelo diretor de futebol alviverde, Alex Brasil, que comentou também a publicação da análise de arbitragem da CBF, na manhã desta quarta-feira (13), afirmando que houve acerto na decisão da arbitragem em não marcar a penalidade.

“Tudo foi enviado. Todas as imagens e todas as declarações. É claro que sabemos que houve uma avaliação e foi noticiada. A gente vê o corporativismo que existe, acho até bacana isso. Mas os fatos são claros, têm que ser relatados e revistos. Eu acho que a opinião da pessoa que julgou a arbitragem está equivocada”, afirmou o dirigente em entrevista à Banda B.

O lance aconteceu aos 37 minutos do segundo tempo, quando Rildo se chocou com o volante Esteban Pavez dentro da área e o árbitro Anderson Daronco, em cima do lance, mandou seguir. Na sequência, o Atlético encaixou o contra-ataque e sofreu o pênalti que resultou no gol de empate, marcado por Felipe Gedoz. Na avaliação da Comissão de Arbitragem da entidade, Daronco acertou em sua decisão. “Todos os jogadores têm o direito a sua posição no terreno de jogo, encontrar-se no caminho do adversário não é o mesmo que mover-se ao caminho de um adversário”, analisou. “Segue o jogo, nada marcar”, concluiu.