Carlos César depende apenas de aprovação nos exames para jogar no Coritiba. (Divulgação/Atlético-MG)

O Coritiba segue trabalhando para reforçar seu elenco visando a Série B. O principal nome da vez é o lateral-direito Carlos César, pouco aproveitado no Atlético-MG, que já foi liberado para realizar exames médicos e acertar contrato de empréstimo até o final da temporada.

Carlos César estava no Atlético-MG desde 2011 e já jogou pelo Atlético, em 2014, também por empréstimo. Na atual temporada, o lateral-direito fez apenas uma partida, na vitória por 1 a 0 contra o Caldense, pelo Campeonato Mineiro, e era a terceira opção para a posição.

A diretoria coxa-branca negocia também com um velho conhecido da torcida coxa-branca. O meia Davi, vice-campeão da Copa do Brasil de 2011, deve reforçar o elenco após seis anos jogando no futebol chinês. Em sua primeira passagem, o meia foi campeão paranaense sobre o rival Atlético e ainda terminou como um dos artilheiros do estadual, com 12 gols.

Outro que negocia para jogar no Coritiba após o estadual é o zagueiro Anderson Salles, de 30 anos, atualmente no Grêmio Novorizontino. Ele se envolveu em uma polêmica no último final de semana por áudio vazado no Whatsapp, onde admitiu a preferência em enfrentar o São Paulo e também chamou o clube paulista de “carniça”.

“O campeonato foi bom. Na pontuação geral, nós ficamos só atrás do Palmeiras e do Corinthians. Ficamos na frente do Santos e do São Paulo ainda. Demos azar de pegar o Palmeiras. Agora, no mata-mata, se a gente pega um São Paulo da vida, aí já era, é de igual para igual com aquelas carniça. Mas o Palmeiras é muito qualificado. O time é bom pra caramba”, falou Anderson Salles.