Para chegar a uma marca importante de gols na temporada, o Coritiba também conta com bons assistentes. É deles que surgem muitas das jogadas de gol e neste Campeonato Brasileiro os números revelam que a maioria dos gols do time alviverde vieram de jogadas trabalhadas. Dos 40 gols marcados pela equipe, 25 deles surgiram com assistências, enquanto outros 15 vieram de rebotes ou cobranças direta de bola parada.

Com o passe dado ao zagueiro Emerson no empate diante do Internacional, o atacante Marcos Aurélio se igualou a Rafinha, com quatro assistências cada um neste Brasileiro. Mas assim como vários atletas diferentes marcaram gols, o Coritiba também conta com 12 diferentes jogadores que já deram assistências neste Brasileiro. Jonas, Maranhão, Eltinho, Léo Gago, Tcheco, Everton Ribeiro, Everton Costa, Leonardo e Bill já cumpriram esse papel.

E em toda a temporada, nos 58 jogos da equipe coxa-branca já foram 21 atletas diferentes dando passes que se concretizaram em gol alviverde, mas uma característica que reforça a força do conjunto coxa-branca. “O nosso grupo mostrou desde o início do ano que tem qualidade e está bem servido, seja quem marca gols como que ajuda nas assistências”, aponta o meia Rafinha.

“Acho que esse é o nosso papel, se movimentar, criar as jogadas e também se possível marcar gols. Facilita o fato de termos vários atletas com essa característica também. Eu me movimento bastante na frente, mas também temos o Marquinhos (Marcos Aurélio), o Tcheco, jogadores que em uma bola às vezes podem definir um lance. Ou até mesmo quem sai do banco e mantém essa característica da equipe”, finaliza Rafinha.