Por Rodrigo Dornelles com informações de Osmar Antônio
Coxa empatou com o São Paulo no Morumbi. (Divulgação/ Coritiba)

Coxa empatou com o São Paulo no Morumbi. (Divulgação/ Coritiba)

O Coritiba ficou no empate sem gols com o São Paulo, no Morumbi, na tarde deste domingo (28). A equipe coxa-branca chegou ao quarto jogo consecutivo sem derrotas no Brasileirão. Apesar de satisfeito com o resultado, o técnico Paulo César Carpegiani admitiu problemas no meio-campo e voltou a falar dos jogadores que estão no departamento médico.

Na avaliação do treinador, o meio de campo foi setor fundamental para as dificuldades encontradas pelo Coxa na capital paulista e os desfalques no departamento médico são determinantes para os problemas do setor. “Tivemos dificuldade no setor de meio e isso acabou atrapalhando. Nós temos essas opções em casa, mas não sei quando vou ter essas opções. Fora de casa, fico satisfeito pelo ponto. Esse time precisa de um meio que administre o jogo, toque a bola, como todo e qualquer time quer”, comentou Carpegiani.

Apesar do desempenho ter sido abaixo do que Carpegiani gostaria diante do Tricolor, o comandante alviverde se disse satisfeito pelo ponto conquistado. “Em termos de resultado estou satisfeito, mas tivemos muita dificuldade no primeiro tempo, no segundo melhorou um pouco. Enfrentamos um time em crise, que veio com tudo para cima”, disse o técnico.

Deixando o Brasileirão “de lado”, o Coxa busca agora uma classificação para a próxima fase na Copa Sul-Americana. O atacante Kléber, que foi desfalque contra o São Paulo, segue como dúvida. “É uma dúvida, outra decisão, queremos a classificação. Vamos ver quem nós teremos para formar uma equipe competitiva para conseguir o resultado”, afirmou Paulo César Carpegiani.

Um dos destaques da partida, o goleiro Wilson também considerou o empate como um resultado satisfatório para o Verdão no Morumbi, mas já cobra uma vitória na próxima partida do time em casa pelo Brasileirão, no dia 7 de setembro, diante do Grêmio. “Eles tiveram boas chances, mas a gente sabia que eles iam vir para cima. Tivemos chances de fazer também. Acho que pelas circunstâncias o ponto que a gente ganha está bom, mas temos que fazer em casa pra valer esse ponto”, avaliou o goleiro.