Por Guilherme Coimbra com informações de Osmar Antônio

Carpegiani lamentou o fato de não poder contar com alguns jogadores no início da temporada (Divulgação/Coritiba)

O Coritiba empatou fora de casa com o Cascavel, na noite desta quarta-feira (1), no Estádio Olímpico Regional, e segue sem vencer no Campeonato Paranaense. Com problemas na criação e inoperante no ataque, o técnico Paulo César Carpegiani avaliou o desempenho da equipe na partida e colocou ausências de jogadores que ainda não estão em condições de jogo como um dos pontos cruciais para as dificuldades encontradas na competição.

Diante de mais um adversário retrancado, o Coritiba não conseguiu criar e seguiu sem vencer no Campeonato Paranaense. “Eu acho que nós temos que melhorar e estamos bem conscientes disso. Temos obrigação de vencer qualquer adversário, mas encontramos uma equipe bem postada atrás, bem fechada e com a força da torcida. Não podíamos fazer a loucura de nos atirarmos para cima”, afirmou Paulo César Carpegiani em entrevista coletiva após a partida. “Tivemos que fazer as jogadas pelas laterais do campo e o adversário teve os méritos de se fechar. Fomos buscar e com essa iniciativa nós ficamos satisfeitos”, concluiu.

Carpegiani lamentou o fato de seguir sem poder contar com algumas peças do elenco neste início de temporada. “O que me desagrada é que não tenho todos os jogadores à disposição. Quando tivermos todos os atletas em condições, vamos formar uma boa equipe”, disse.

O treinador coxa-branca justificou o ataque inoperante nas duas primeiras rodadas do Campeonato Paranaense com a falta de um meio-campo que arme jogadas e crie boas chances lá na frente. “É um problema que temos desde o ano passado. Tentamos compensar isso na criatividade, fazendo isso com os jogadores que temos. Contra o Cianorte, até na sexta-feira, eu não tinha uma equipe. Hoje tivemos o Henrique [Almeida] e ele fez o ataque com o Kleber muito bem. O que falta é um articulador”, destacou.

O Coritiba volta a atuar no próximo final de semana, em sua primeira partida dentro de casa, no clássico diante do Paraná Clube, domingo (5), às 20h, no Couto Pereira, em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Paranaense. “É uma partida difícil. Pela primeira vez vamos jogar dentro de casa e contra um adversário que vem fazendo uma boa campanha. Temos que tomar a iniciativa em qualquer circunstância, essa é a nossa obrigação”, finalizou.