Por Rodrigo Dornelles com informações de Osmar Antônio

O jogo já se encaminhava para o fim no Couto Pereira na noite deste domingo (21) quando Iago aproveitou uma sobra na intermediária, ajeitou para a perna esquerda e fuzilou. A bola morreu no ângulo do goleiro Vanderlei e deu a virada e a vitória ao Coritiba sobre o Santos. Um gol bonito e importante para o Verdão, que deixou a zona de rebaixamento, posição em que se encontrava no momento. E para o autor do golaço, a equipe não pode perder “pontos bobos” no Brasileirão.

Após a partida, o jogador coxa-branca falou sobre a importância do gol e a saída do Coxa da zona de rebaixamento. “A gente não tem que ficar olhando a tabela, o Brasileirão é muito disputado. A gente tem que fazer nosso papel, não perder ponto bobo”, avaliou Iago.

Iago marcou um golaço para virar o jogo no Couto. (Divulgação/ Coritiba)

Iago marcou um golaço para virar o jogo no Couto. (Divulgação/ Coritiba)

Quanto à pintura assinada diante do Santos, Iago garante que o lance foi muito rápido e não foi possível calcular exatamente aonde queria colocar a bola. “Foi um lance muito rápido, foi um lance de escanteio a nosso favor, a bola sobrou, não dá tempo de olhar o goleiro. Eu dominei e chutei, simplesmente”, comentou o jogador.

Rápido, o atleta coxa-branca diz que gosta de atuar pelos lados do campo, exatamente a posição em que entrou contra o Peixe. “Contra a Ponte (Preta) não fui bem porque estava pegando muita bola de costas e não é minha função. Gosto muito de jogar pelas beiradas, de jogar de frente. Meus pontos fortes são velocidade e força”, afirmou Iago.

Entrosado com o atleta, o técnico Paulo César Carpegiani avaliou o seu comandado de uma maneira parecida, destacando os pontos fortes do jogador. “O Iago entrou muito bem, com força, velocidade”, comentou o técnico após a vitória.