A vitória sobre o Figueirense trouxe um gás novo ao time coxa-branca no Brasileiro, que confirmou duas vitórias seguidas em sua casa. No entanto, os ateltas reconhecem que o adversário trouxe dificuldades ao time alviverde, e avaliam que a busca pelo gol até o último minuto foi determinante para sair de campo vitorioso.

O atacante Everton Costa, que deu a assistência para o gol de Anderson Aquino, reconhece a força do Figueirense, que está na 7ª colocação da competição. “A gente teve dificuldades. A equipe deles é boa. Foi muito difícil marcar o primeiro gol, mas depois soubemos administrar e conseguimos fazer três gols”, avalia. “Foi complicado porque eles tem um time muito forte, que marca em cima e lutaram muito”, emenda o volante Gil, que entrou na segunda etapa.

Vice-campeão do primeiro turno do campeonato gaúcho pelo Caxias, Everton Costa, que acredita que as mudanças do técnico coxa-branca foram fundamentais para o resultado, sabe que agora o Coxa terá uma pedreira pela frente. “O Marcelo fez boas substituições e a gente conseguiu a vitória. Agora teremos um jogo muito difícil lá em Porto Alegre contra o Grêmio, que em sua casa é muito forte”, completa.