Por João Pedro Alves

A classificação para as quartas de final do Campeonato Paranaense foi conquistada, mas a noite desta quarta-feira (5) não foi a ideal para o Coritiba. Depois de ostentar uma sequência de quatro vitórias e chegar à liderança, o Coxa tropeçou no Prudentópolis e ficou apenas no empate em 2 a 2 no estádio Couto Pereira. Mas poderia ter sido pior, já que os alviverdes ficaram atrás no placar duas vezes e tiveram que buscar o resultado com gols de cabeça de Germano e Keirrison.

Com o empate, o Coritiba vê a primeira colocação ficar ameaçada e pode perdê-la ainda nesta 10ª rodada do Paranaense. Quem está de olho na ponta é o vice-líder Maringá, que está dois pontos atrás (18 a 16) e enfrenta o Atlético nesta quinta-feira (6).

Na última rodada desta primeira fase, domingo (9), o Coxa viaja até o norte do estado para enfrentar o Londrina no estádio do Café. No mesmo dia, o Prudentópolis espera garantir uma vaga no mata-mata em casa contra o Cianorte.

Ouça os gols da partida narradas por Caio Junior na Banda B:

0056 – CAMP PARANAENSE – CORITIBA X PRUDENTOPOLIS – 1 GOL TIAGO HENRIQUE – 05-03 – CAIO JR 0057 – CAMP PARANAENSE – CORITIBA X PRUDENTOPOLIS – 2 GOL GERMANO – 05-03 – CAIO JR 0058 – CAMP PARANAENSE – CORITIBA X PRUDENTOPOLIS – 3 GOL VINICIOS – 05-03 – CAIO JR 0059 – CAMP PARANAENSE – CORITIBA X PRUDENTOPOLIS – 4 GOL KEIRRISON – 05-03 – CAIO JR

Gol relâmpago frustra expectativas e faz Coxa correr atrás do prejuízo

Embalado por quatro vitórias seguidas e a liderança do Paranaense, o Coritiba entrou em campo cheio de confiança e querendo mais um sucesso para se garantir matematicamente no mata-mata e encaminhar a primeira colocação. Faltou avisar ao Prudentópolis, que vinha de três jogos de invencibilidade. O resultado foi um gol relâmpago dos visitantes, logo aos dois minutos, quando uma jogada rápida foi feita pela esquerda e terminou em um cruzamento de Luciano que Tiago Henrique apenas completou para as redes.

Apesar de não esperarem por essa situação adversa logo cedo, ainda mais jogando no Couto Pereira, o gol não abalou visivelmente os alviverdes. Isso porque o que se seguiu foi um domínio do Coxa, que tentava pressionar para chegar ao empate rapidamente. A primeira grande chance foi em um chute forte de Robinho que parou na defesa do goleiro e ainda acertou o travessão após um desvio da zaga.

Poderia parecer que seria questão de tempo para que o Coritiba chegasse à igualdade. Na prática, não foi o que aconteceu. Utilizando pouco as laterais do campo, o time coxa-branca teve problemas em armar as jogadas ofensivas e criar novos perigos. Além disso, foi ameaçado em alguns contra-ataques prudentopolitanos e só não sofreu o segundo gol porque Luizinho perdeu uma chance cara a cara com Vanderlei.

Mesmo sem eficiência no ataque e tendo problemas na defesa, o Coxa não mudou o jeito de jogar e seguia insistindo nas tentativas pelo meio. Os jogadores alviverdes poderiam ficar ali a noite inteira forçando que provavelmente não iria ter resultado. Uma bola parada, então, apareceu para salvar já no fim do primeiro tempo e garantir o empate na ida para o intervalo.

O relógio marcava 40 minutos quando houve um levantamento na área, aconteceu um choque com o goleiro do Prude e a bola sobrou limpa para Germano cabecear e colocar 1 a 1 no placar.

História se repete, e empate sai da cabeça de Keirrison

Com o empate obtido no fim da primeira etapa, o Coritiba ganhou mais ânimo para buscar a virada logo no início da etapa complementar. Mas assim como antes, as expectativas foram frustradas logo no início com um gol do Prudentópolis. Desta vez quem evitou o abafa do líder foi Vinícius, que entrou no intervalo e com sete minutos em campo recebeu sozinho na área para fuzilar para dentro e fazer 2 a 1.

A partir de então, tendo que correr novamente atrás do resultado, o Coxa teve que dar ainda mais prioridade ao ataque. E mais uma vez o que se viu no gramado do Couto Pereira foi um time jogando na intermediária sem criar grandes oportunidades de balançar as redes. A não ser por uma cobrança de falta de Alex que passou rente à trave, nenhum perigo aparecia.

Esse panorama foi soberano até os 29 minutos, quando uma jogada isolada resultou no gol de empate alviverde – assim como no primeiro tempo. No lance, Gil cruzou na medida da direita e o atacante Keirrison, que entrara há alguns minutos, apareceu na segunda trave para testar com força para dentro para marcar o segundo gol.

A igualdade colocou fogo no jogo e o tornou totalmente aberto na reta final. Qualquer time poderia levar os três pontos. Tanto o Prudentópolis, que quase marcou o gol da vitória com Luizinho ao colocar Chico para dançar e bater para a defesa de Vanderlei, quanto o Coritiba com uma bomba de Keirrison. No entanto, os ataques não conseguiram ser eficientes para tirar o 2 a 2 do placar até o apito final do árbitro.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 2 X 2 PRUDENTÓPOLIS

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR).
Data: 5 de março de 2014, quarta-feira.
Horário: 19h30.

Coritiba: Vanderlei; Moacir (Victor Ferraz), Luccas Claro, Chico e Carlinhos; Germano (Norberto), Gil, Robinho e Alex; Julio César (Keirrison) e Zé Eduardo.
Técnico: Dado Cavalcanti.

Prudentópolis: Marcos Paulo; Luizinho, Sorbara, Spice e Biro; Bruninho, Danilo Alvim, Bruno e Tiago Henrique (Irineu); Wellinghton (Neverton) e Luciano (Vinícius).
Técnico: Joel Preisner e Ivair Cenci.

Público pagante: 6.554 pessoas.
Público total: 7.627 pessoas.
Renda: R$ 67.722,00.

Cartões amarelos: Alex, Norberto, Victor Ferraz (CFC). Danilo Alvim, Bruninho, Biro Biro, Spice, Marcos Paulo, Doriva, Irineu (PRD).

Gols: Tiago Henrique (PRD), aos dois minutos, e Germano (CFC), aos 40 minutos do primeiro tempo. Vinícius (PRD), aos sete minutos, e Keirrison (CFC), aos 29 minutos do segundo tempo.