Por Guilherme Coimbra com informações de Osmar Antônio

Alex Brasil optou por não rebater as críticas feitas por Carpegiani (Osmar Antônio/Banda B)

Em semana turbulenta que começou com a eliminação na Copa do Brasil, passou pela queda do técnico Paulo César Carpegiani e terminou com a derrota no clássico para o maior rival, o Coritiba busca se reestruturar logo no início da temporada. Na procura de um novo treinador, o diretor de futebol do clube, Alex Brasil, concedeu entrevista coletiva após a partida contra o Atlético, na Arena da Baixada, optando por não rebater críticas do ex-comandante e traça o perfil para formar o novo comando técnico alviverde.

“Por enquanto todos nós estamos trabalhando. Sabemos que é fundamental a definição o quanto antes para darmos sequência no trabalho. Infelizmente apostamos em um comando que não trouxe resultado. Agora estamos em busca de uma reestruturação”, ressaltou Alex Brasil em entrevista coletiva após a derrota no clássico.

O dirigente alviverde depositou confiança no elenco do Coritiba e pediu cautela na busca por um treinador que atende às características que a direção do clube procura. “Como sempre falamos, queremos um perfil vencedor, que tenha conhecimento tático. Eu acredito muito neste grupo, foi montado com qualidade, toda reestruturação requer um tempo”, disse. “Todos nós da direção estamos trabalhando com relação a isso, nessa linha, nesse perfil, para que possamos dar sequência nesse processo”, concluiu.

Alex Brasil preferiu não responder as críticas feitas pelo treinador Paulo César Carpegiani à diretoria do clube após a sua demissão. “Ninguém falou nada pelas costas, todo mundo sabia do que estava acontecendo. Todos temos responsabilidades. A pessoa não está aqui, não vou falar dela. As coisas têm que ser tratadas internamente em não sendo expostas publicamente. Agora, já foi. É o passado e temos que pensar em uma nova era. Estamos atrasados, existe um sentimento de tristeza e uma cobrança, mas perdemos muito tempo em 60 dias, agora mudamos o comando e vamos dar sequência nesse trabalho”, afirmou.

Sem confirmar se Pachequinho seguirá no comando da equipe, Alex Brasil depositou confiança no trabalho do auxiliar-técnico, que deverá comandar o Coritiba novamente no sábado (4), diante do Prudentópolis, no Couto Pereira. “Não sabemos. As coisas são muito dinâmicas dentro do futebol. Espero que a gente possa resolver isso o quanto antes. É claro que confiamos no trabalho do Pachequinho e de toda a comissão técnica do grupo. Claro que perder um clássico é terrível, mas, o vestiário mostrou mudança e cobrança”, finalizou.