Anderson Daronco acertou em não marcar o pênalti a favor do Coritiba, avalia CBF. (Geraldo Bubniak)

A atuação do árbitro Anderson Daronco no clássico Atletiba foi alvo de muitas reclamações do Coritiba, mas a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) entendeu que foi correta. A entidade costuma avaliar os lances polêmicos em todas as rodadas.

De acordo com a CBF, Daronco acertou em não marcar pênalti de Esteban Pávez em Rildo no mesmo lance que originou a penalidade do empate atleticano. No lance, o volante chileno deu um carrinho e o atacante coxa-branca caiu dentro da área.

“Todos os jogadores têm o direito a sua posição no terreno de jogo, encontrar-se no caminho do adversário não é o mesmo que mover-se ao caminho de um adversário”, avaliou a Comissão de Arbitragem da CBF. “Segue o jogo, nada marcar”, complementou.

No empate em 1 a 1, o árbitro gaúcho marcou dois pênaltis a favor do Atlético, um em cada tempo, mas nenhum dos lances esteve na avaliação da CBF.

Logo após a partida, o Coritiba prometeu fazer uma reclamação formal contra a atuação de Anderson Daronco. Após o apito final, ele ainda expulsou o zagueiro Werley por reclamação e colocou na súmula várias ofensas do roupeiro Diego Alves.