Após sete jogos sem derrota no Campeonato Brasileiro, o Atlético acabou perdendo para o Atlético-MG, em plena Arena da Baixada, pelo placar de 1 a 0. O resultado ruim derrubou o Furacão para a 19ª colocação. Depois da partida, o técnico Renato Gaúcho lamentou muito a queda de produção de sua equipe no duelo desta noite.

“Infelizmente não tivemos o mesmo rendimento das outras partidas. Até começamos bem, mas caímos muito de produção. Eu falei pro grupo que o Atlético-MG tinha um time de qualidade e precisava desesperadamente do resultado. Não fizemos o dever de casa e perdemos um jogo de seis pontos. Temos que continuar trabalhando para buscar outros resultados positivos”, afirmou o comandante rubro-negro.

Para o treinador, perder ou empatar é natural dentro de um campeonato longo e equilibrado como é o Brasileirão.”Você empatar ou perder um jogo é a coisa mais normal do mundo num Campeonato Brasileiro, porque todos os times têm seus objetivos. O Atlético vai nadar contra a maré por um bom tempo, o Atlético ainda vai pagar muito pelos erros do passado. O perigo é nos primeiros 24 pontos disputados em que se somou apenas um e vamos ter que correr atrás disso sempre”, completou.

Por fim, ele negou que o Atlético tenha chego ao seu limite depois de apresentar um bom futebol nessa série de partidas invictas.”Não chegamos no limite não, mas é difícil trabalhar a parte psicológica dos jogadores e isso é importante. Você tem que matar um leão a cada jogo e isso não fácil. No momento que a gente tropeça, a gente paga caro e não consegue sair da zona do rebaixamento. Cada jogo é difícil, todo jogo é importante”, disse Renato Gaúcho.