Por Guilherme Coimbra com informações de Felipe Dutra

Thiago Heleno (Felipe Dalke/Banda B)

O Atlético deixou escapar mais uma vez a vitória em casa, nesta terça-feira (7), no empate por 2 a 2 com a Universidad Católica, pela primeira rodada do Grupo 4 da Libertadores. O Furacão vencia a partida por dois a zero até os 43 minutos do segundo tempo, quando sofreu um novo apagão na defesa na competição, assim como foi contra o Capiatá, na última fase, e cedeu o empate aos chilenos. Pilar do setor que mais passa confiança dentro da equipe, o zagueiro Thiago Heleno lamentou o tropeço, mas negou que o sistema defensivo tenha mudado em relação à última temporada, quando foi o menos vazado do Brasileirão.

Complicado, pois era um jogo considerado fácil dentro de casa, não pela equipe, mas por que nós estávamos tornando o jogo mais fácil. Mesmo não jogando bem, conseguimos fazer dois gols e mais uma vez levamos o empate, coisa que não poderia acontecer dentro de casa. Do ano passado para agora, continua a mesma coisa. Só estamos levando alguns gols de vacilos nossos. Mas, se for pegar, são alguns lances que tem que ser corrigidos e que não podem acontecer na Libertadores”, afirmou Thiago Heleno em entrevista coletiva após a partida.

O camisa 4 rubro-negro negou que o problema tenha sido a dificuldade em atuar com três zagueiros. “Foi muito rápido. Não deu tempo nem do Wanderson se posicionar direito e já aconteceu o primeiro gol. Mas agora não é achar nenhum culpado, é trabalhar, se concentrar o máximo e saber que Libertadores é isso. Quem não faz, vai lá e toma. Tivemos oportunidades de fazer mais gols no primeiro tempo e seguramos a bola”, disse.

Com um gosto de derrota na partida, Thiago Heleno reforçou a importância de tentar minimizar os erros para a próxima partida pela Libertadores, contra o San Lorenzo. “Fica um clima chato, mas não vamos abaixar a cabeça. Acontece, nós não esperávamos isso, até porque fomos alertados o tempo todo. Então foram falhas nossas e temos que assumir isso aí para que no próximo jogo nós possamos vencer”, ressaltou.

O Atlético volta a campo contra os argentinos na próxima quarta-feira (15), às 19h30, contra o San Lorenzo, no Nuevo Gasômetro, em Buenos Aires, na Argentina, válido pela segunda rodada do Grupo 4 da Libertadores.