Por Guilherme Coimbra com informações de Felipe Dutra

Paulo Autuori falou em entrevista coletiva na Arena da Baixada (Divulgação/Atlético)

O Atlético realizou a última atividade antes da estreia na Libertadores, na manhã desta terça-feira (31), na Arena da Baixada, palco do duelo desta quarta-feira (1) diante do Millonarios, da Colômbia. Em entrevista coletiva antes do treinamento, o técnico Paulo Autuori sinalizou a equipe que deve mandar a campo e pediu sintonia com o time e respeito ao adversário para a torcida rubro-negra na partida decisiva de amanhã.

Para o primeiro desafio na Libertadores, Paulo Autuori já terá problemas com desfalques. Ainda sem estar com sua situação regularizada, o zagueiro Thiago Heleno é dúvida para a partida, enquanto no meio-campo Nikão e João Pedro são ausências certas. O treinador sinalizou que deverá repetir a base testada no amistoso internacional contra o Peñarol, na última quarta-feira (25), na Baixada.

“Em relação ao Thiago [Heleno], ele está inscrito provisoriamente. Todos sabem que dependemos da definição da FIFA e assim que ela sair, ele estará em condições de jogo”, afirmou Autuori em entrevista coletiva nesta terça-feira (31), na Arena da Baixada. “O João [Pedro] vai começar seus treinos hoje, infelizmente não tem chance de jogar. Em relação à equipe, será basicamente a que iniciou contra o Peñarol. Temos alguns problemas. O Nikão não joga. Ele está suspenso em função da última participação na Copa Sul-Americana”, concluiu.

O comandante rubro-negro confirmou o meia Carlos Alberto e o atacante Grafite na relação para a partida. Os dois estão relacionados para o jogo. O problema do Carlos [Alberto] é um pouco diferente do Grafite, que terminou o ano jogando. Como ele mesmo disse, necessita cumprir algumas etapas e a sua entrada vai gradativa. É um jogador que pode nos ajudar muito, mas é preciso trabalhar bem e, acima de tudo, inseri-lo na maneira como a equipe joga. É um jogador com muita qualidade, experiente, inteligente, temos conversado bastante em relação a isso”, comentou. 

Com isso, a provável escalação do Atlético para o duelo deve contar com Weverton; Jonathan (Léo), Paulo André, Thiago Heleno (Wanderson) e Nicolas (Sidcley); Otávio, Lucho González, Felipe Gedoz, Pablo e Crysan; Grafite.

Paulo Autuori frisou mais uma vez a importância da sintonia entre o time e os torcedores para repetir o bom retrospecto do Atlético como mandante. “Primeira coisa que faz uma equipe fazer bons jogos e ganhar é aquilo que ela rende, a performance. Depois, o ambiente é importantíssimo. Quando equipe e público jogam juntos, cria-se um clima favorável e é normal que o time cresça com isso. Tenho agradecido bastante o apoio que a torcida tem nos dado. Esperamos amanhã criar esse ambiente”, destacou.

Para a estreia da equipe na Libertadores, Autuori reforçou o pedido feito para a torcida após o empate contra o Rio Branco, no último domingo (29), pelo Campeonato Paranaense. “Vou pedir mais uma vez que a torcida receba bem aqueles que vão vir aqui. Eles vêm de um povo que nos deu uma grande lição no final do ano passado de solidariedade e sensibilidade”, disse. “É um grande momento para nós e por isso peço à nossa torcida uma receptividade. Dentro de campo as coisas são diferentes, cada um vai lutar pelo seu lado. Nós vamos dar o máximo e vamos tentar trabalhar de uma forma que nos dê oportunidade de ganhar o jogo. Ou seja, jogando bem e com competitividade”, completou.

O Atlético enfrenta o Millonarios, da Colômbia, nesta quarta-feira (1), às 21h45, na Arena da Baixada, na partida de ida da segunda fase da Taça Libertadores da América.