Por Guilherme Coimbra

Com um calendário cheio na temporada, o Atlético terá que contar com um elenco volumoso para 2017. O presidente atleticano Luiz Sallim Emed considerou os nomes do meia Dátolo, atacante Luis Henrique e renovação com André Lima, e comentou sobre a chance de utilizar um time misto no Campeonato Paranaense, priorizando a disputa da Taça Libertadores de 2017, mas deixou decisão a cargo da comissão técnica.

Presidente Luiz Sallim Emed comentou sobre reforços e a possibilidade de time misto no Estadual (Divulgação/Atlético)

Com a Libertadores como prioridade no primeiro semestre, o presidente rubro-negro não descartou a hipótese de poupar jogadores e utilizar time misto no Campeonato Paranaense, priorizando a Libertadores. “Considerando que isso é uma decisão técnica, vai ficar a cargo exclusivamente do Paulo Autuori e seus auxiliares. Ele [Autuori] havia dito numa entrevista que não estava definido em jogar com uma equipe totalmente Sub-23, como tinha sido em alguns anos anteriores. Ele teria feito um rodízio. Não por vontade própria, mas pelo que isso demonstrou no ponto de vista científico que reduziria lesões e suas gravidades”, afirmou Sallim Emed em entrevista à Banda B. “Eu acredito que será misto de atletas profissionais com outros mais jovens. Mas temos que aguardar, pois quem vai definir isso mesmo é a comissão”, concluiu.

Quanto aos reforços que ainda podem chegar para compor o elenco, Sallim Emed confirmou o interesse no atacante Luis Henrique, de 18 anos, do Botafogo. “Tivemos interesse neste atleta, em meados de 2016, e acabou não dando certo. Como ele conseguiu se desvincular do Botafogo, esse interesse voltou. Mas essa é uma questão que a comissão técnica está vendo e só virá para a presidência quando as coisas estiverem mais avançadas”, disse. “Não sei dizer em que estágio está, mas existe essa negociação. Vamos ver se nos próximos dias nós teremos uma definição”, completou.

O presidente não descartou o interesse no meia argentino Dátolo, que estava no Atlético-MG, mas prezou por cautela pelo alto salário. “É um atleta que se destacou e está sendo considerado, mas existem outros nomes que o Atlético tem que definir qual a melhor estratégia com custo-benefício”, comentou.

André Lima fica ou não fica? 

Sobre a situação da renovação contratual do atacante André Lima, Sallim Emed disse que está sobre o aval de Paulo Autuori e seus auxiliares. “Isso fica a critério também da comissão técnica. Isso vai depender da evolução das negociações. O André Lima também está nessa situação em que a comissão irá definir”, finalizou.