Por João Pedro Alves

A última impressão não foi nada positiva, com aquela goleada sofrida para o Paraná na semana passada, mas a expectativa no Atlético é que isso seja apagado neste domingo (15) no reencontro com o rival nas quartas de final do Paranaense. É o que espera o técnico Dejan Petkovic, que trabalhou durante a semana para que a situação seja revertida. Uma “ajudinha” que ele tem para que isso aconteça é o retorno de vários titulares que não atuaram no clássico passado.

(Foto: Divulgação/Atlético)

Petkovic tem pelo menos oito retornos para clássico deste domingo (Foto: Divulgação/Atlético)

Em relação àquela escalação que não foi bem e acabou batida por 4 a 0 pelo rival tricolor, o treinador sérvio tem oito reforços confirmados. São eles, independente se retornando de lesão, suspensão ou poupança: o goleiro Rodolfo, os laterais Mário Sérgio e Sidcley, o zagueiro Lucas Alves, os volantes Otávio e Hernani, o meia Marcos Guilherme e o atacante Crislan. Ainda pode se juntar a esse time o meia Zezinho, que deve voltar ao elenco principal que disputa a Libertadores.

Poder ter novamente à disposição todas essas peças anima, mas só a mudança de nomes não basta para Petkovic. O treinador aplica a filosofia linha dura e cobra também uma alteração na postura rubro-negra para que a equipe possa largar bem no mata-mata.

“Acho que a postura tem que ser aquela que estava ganhando os jogos. Agora é como se fosse uma final. Queremos passar e temos condições de fazer isso”, disse o comandante. “Acho que na frente de nossa torcida vamos jogar com mais vontade, pressionando mais o Paraná para buscar o resultado positivo. É importante fazer um bom placar em casa”, emendou.

Para buscar essa vantagem no jogo da ida das quartas de final, o Atlético deve ir a campo com Rodolfo; Mário Sérgio, Ricardo Silva, Lucas Alves e Sidcley; Otávio, Hernani, Zezinho (Harrison) e Marcos Guilherme; Nathan e Crislan.

O primeiro confronto entre Atlético e Paraná pelas quartas de final está marcado para as 18h30 deste domingo no Ecoestádio Janguito Malucelli. Por uma determinação da Federação  Paranaense de Futebol (FPF), após um pedido dos próprios clubes, a partida terá torcida única e apenas os rubro-negros poderão entrar no estádio.