Por João Pedro Alves

O Atlético confirmou nesta terça-feira (11) a tão aguardada contratação do atacante Adriano como o grande reforço para a temporada 2014. E rapidamente um dos objetivos da negociação foi alcançado: o ganho de visibilidade da marca rubro-negra. Mesmo ainda sem ter uma data certa para estrear, o Imperador já atraiu mídia para o clube e a oficialização da assinatura do contrato ganhou repercussão em todo o Brasil e ao redor do globo.

Um dos principais destaques foi dado pela Fifa. Nas versões em português e em alemão do site da entidade, a federação que comanda o futebol mundial destacou a oportunidade que Adriano ganhou do Furacão em retomar a carreira após quase dois anos longe dos gramados e que pode ficar pelo menos no banco na partida de quinta-feira (13) contra o The Strongest pela Libertadores.

Adriano voltou a ser manchete na Itália com o acerto com o Atlético (Imagem: Reprodução/Gazzetta dello Sport)

Adriano voltou a ser manchete na Itália com o acerto com o Atlético (Imagem: Reprodução/Gazzetta dello Sport)

Na Itália, onde o atacante ganhou o apelido de Imperador e teve o melhor momento da carreira atuando pela Internazionale, o acerto com o Atlético também foi capa. O tradicional diário esportivo Gazzetta dello Sport, por exemplo, destacou que Adriano “foi capaz de encontrar um clube disposto a dar-lhe mais uma chance de voltar a jogar” mesmo com a vida agitada extra-campo.

Ainda na Europa, teve veículo que não levou o retorno de Adriano ao futebol muito a sério. Isso aconteceu mais precisamente no jornal Record, de Portugal, em que a forma física do atleta virou alvo de brincadeira. “O Atlético Paranaense anunciou esta terça-feira um reforço de peso… literalmente. Ainda muito acima do peso ideal, o Imperador espera relançar a sua carreira […]”, publicaram os lusitanos.

Como Adriano pode ficar à disposição do técnico Miguel Ángel Portugal pela primeira vez contra o The Strongest pela Libertadores, os bolivianos trataram de enfatizar a grande contratação do rival nesta fase de grupos. O jornal La Razón classificou o novo rubro-negro como “craque”, mas lembrou que não deve entrar em campo neste primeiro jogo diante dos “Tigres de Achumani” por ainda não estar 100% fisicamente.

A trajetória até a assinatura

Sem jogar desde março de 2012, quando ainda era jogador do Corinthains, Adriano chegou no início de dezembro ao CT do Caju para recuperar a forma e retomar a carreira – e desde então o acerto com o Atlético era esperado.

Nestes dois meses dentro do clube, o Imperador perdeu peso e mostrou dedicação aos treinos, chegando a se concentrar com o elenco rubro-negro durante alguns dias. Mas em uma folga prolongada, também teve uma “recaída” e foi flagrado festando no Rio de Janeiro.

O acordo entre as partes esteve próximo de acontecer duas vezes, mas a “batida do martelo” acabou adiada em ambas. Até que nesta terça-feira um contrato de produtividade válido até o final do ano foi assinado. O jogador deve receber cerca de R$ 100 mil de salário fixo e mais uma valorização por resultados, como partidas jogadas e gols marcados.

Notícias relacionadas:

“Quero dar alegria e títulos aos torcedores do Atlético”, diz Imperador