Divulgação
Renato Gaúcho vai disputar seu primeiro Atletiba como técnico do Furacão

Experiente em clássicos por conta de quase 20 anos como jogador de futebol, Renato Gaúcho está prestes a disputar seu primeiro Atletiba no comando do Furacão. O jogo, às 18h deste sábado, no Couto Pereira, será a primeira experiência de Renato em clássicos paranaenses, já que em toda sua carreira ele não chegou a jogar no estado.

Agora como treinador, Renato diz que sofre muito mais à beira de campo e revela que sente sim um pouco de ansiedade na véspera de um grande clássico, como o Atletiba.”Ansiedade e um friozinho na barriga você sempre vai ter. Clássico é clássico. Eu sempre gostei muito de jogar clássicos, independente do time que estava. Agora como treinador, a gente sofre muito mais. Você sabe como era estar dentro de campo, mas agora só pode passar instruções na beira do campo. Você não pode entrar em campo e ajudar os jogadores, só fica ali na torcida”, disse.

Apesar de todo nervosismo que envolve a disputa de um clássico, Renato Gaúcho diz que está passando toda tranquilidade possível ao elenco atleticano, confiante em um bom jogo do Furacão neste sábado. “Estou passando muita confiança para o grupo. Estou ali para o que der e vier”, completou o comandante rubro-negro.

Jejum atleticano

O Atlético não vence o rival Coritiba há três anos, mais precisamente desde o dia 04 de maio de 2008, quando o Furacão derrotou o Verdão por 2 a 1, na Arena da Baixada, na final do Campeonato Paranaense daquele ano. Para Renato Gaúcho, os jogadores não podem pensar nesse retrospecto desfavorável e focar apenas no desempenho dentro de campo.

“Eu sempre penso no lado positivo, que é a minha equipe jogar bem e conseguir o resultado que nos interessa. Até porque é nos grandes jogos que os grandes jogadores aparecem. Um clássico é um jogo bom de jogar, casa cheia, rivalidade e aí você vê quem é quem”, finalizou Renato Gaúcho.