O Governo Federal autorizou que a obra da Arena da Baixada tenha isenção fiscal. A CAP S/A, empresa criada pelo Atlético para tocar a reforma do estádio, não terá que pagarIPI, PIS/Pasep, Cofins e impostos de importação para compra de materiais ou contratação de serviços.

A concessão desses benefícios fiscais foi feita por meio do programaRecopa (Regime Especial de Tributação para Construção, Ampliação, Reforma ou Modernização de Estádios de Futebol), criado justamente para estádios que vão receber jogos da Copa do Mundo de 2014, como é o caso da Baixada.

O Atlético foi comunicado da inclusão da Arena nesse programa por uma portaria publicada no Diário Oficial da União pelo Ministério do Esporte (clique aqui para ler a íntegra do texto assinado pelo Ministro do Esporte, Aldo Rebelo).