O frustrante empate em 2 a 2 com o Vasco, na última quinta-feira, fez com que o presidente do Atlético, Marcos Malucelli, convocasse uma reunião com integrantes da comissão técnica e alguns líderes do elenco rubro-negro. O encontro, realizado na tarde desta sexta-feira, no CT do Caju, tratou da queda de rendimento da equipe atleticana no segundo tempo.

O Furacão abriu 2 a 0 no primeiro tempo, mas cedeu o empate ao vice-líder Vasco, mantendo uma distância de três pontos para o primeiro time fora da zona de rebaixamento. “A decepção ao final do jogo de foi muito grande. Não podemos deixar que se repita o que aconteceu no segundo tempo. Todos temos responsabilidade nisso e vamos continuar o trabalho para tirar o Atlético desta situação. O torcedor pode ter certeza que há dedicação de todos, diretoria, comissão técnica e elenco de jogadores, em torno do objetivo de tirar o Atlético da zona de rebaixamento do Brasileirão”, disse o meia Paulo Baier, presente na reunião.

Quem também esteve no encontro foi o meia Marcinho, que fez questão de destacar a união de todos em prol do bem do Atlético. “Percebi nessa reunião que todos estão muito focados em resolver os problemas que temos para atingir o nosso objetivo. Trabalho em grupo é assim, às vezes brigamos, discutimos de cabeça quente, mas o objetivo é sempre o mesmo e somente juntos conseguiremos alcançá-lo. Ao contrário do que muitos supõem, não há divisão no elenco de atletas, o Atlético está, sim, unido. Com o trabalho sério e dedicado, esperamos fazer dos próximos nove jogos nove decisões para o Furacão”, afirmou.

O presidente do clube, Marcos Malucelli, disse que vai ao Rio de Janeiro junto com a delegação atleticana e acredita em uma grande partida contra o Botafogo, neste domingo, a partir das 16h, no Engenhão. Para o dirigente do Furacão, a reunião de ontem reforçou que os jogadores também estão preocupados com a atual situação do Atlético.

“Essa conversa reforçou que os atletas estão tão preocupados quanto a torcida, a diretoria e a comissão técnica com o momento atual do Atlético. Essa adrenalina é importantíssima para estarmos concentrados e focados no que precisamos fazer. Temos uma responsabilidade muito grande e vamos corresponder. Mostramos, no primeiro tempo do jogo contra o Vasco, que na bola podemos jogar de igual para igual com um dos líderes do campeonato, essa é a primeira lição da partida de ontem. A segunda é que não podemos mais errar como erramos no segundo tempo”, afirmou Malucelli.