Por João Pedro Alves

Embalado por uma classificação heroica e que ainda invade os sonhos dos rubro-negros à noite, o Atlético estreia na fase de grupos da Copa Libertadores da América nesta quinta-feira (13) diante dos bolivianos do The Strongest na Vila Capanema. É um jogo de início de competição, mas já de grande importância por valer a liderança do Grupo 1 e ainda poder contar com o retorno de Adriano Imperador aos gramados após quase dois anos.

Passado o confronto contra o Sporting Cristal, decidido nos sempre emocionantes pênaltis, o foco atual do Atlético é a classificação para o mata-mata. Como apenas os dois primeiros de cada grupo seguem vivos no torneio, nada melhor que começar com uma vitória. Ainda mais quando um resultado por dois ou mais gols de diferença garante a ponta da tabela – o Vélez Sarsfield (Argentina) venceu o Universitario (Peru) por 1 a 0 e lidera.

Adriano pode estrear após dois meses de treino no FUracão (Foto: Divulgação/Atlético)

Adriano pode estrear após dois meses de treino no FUracão (Foto: Divulgação/Atlético)

Se o Furacão precisa de gols, nada melhor que um jogador como Adriano no ataque, certo? Para o técnico Miguel Ángel Portugal, ainda não. Burocraticamente o Imperador poderia começar jogando, mas a condição física ainda em fase de recuperação não permite isso. Ainda assim, o espanhol adiantou que deve mandar o grande reforço a campo durante a partida.

O que Portugal ainda mantém em sigilo são os nomes dos 11 titulares atleticanos. A base do time será aquela que enfrentou o Sporting, à exceção do suspenso Zezinho e do contundido Marcelo. Essa é justamente a grande dúvida: quais serão os substitutos da dupla. Os mais cotados para ganharem as vagas são o volante João Paulo e o atacante Bruno Mendes.

Uma terceira alteração, por opção técnica, ainda tem grandes chances de acontecer. Valorizando a criação do meio-campo, o treinador deve promover a entrada de Fran Mérida no lugar de Douglas Coutinho, assim como fez no decorrer do último jogo.

A confirmação só acontece pouco antes do apito inicial, mas o provável Atlético tem Weverton; Sueliton, Manoel, Cleberson e Natanael; Deivid, Paulinho Dias, João Paulo e Fran Mérida; Bruno Mendes e Ederson.

Notícias relacionadas:

Adriano vestirá camisa 30 no Atlético; confira numeração para Libertadores

Fora de casa, Vélez larga com vitória no grupo do Atlético na Libertadores

Tigre de La Paz vem desfalcado

Atual campeão do Torneio Apertura da Bolívia – bateu justamente o Bolívar, ex-clube de Miguel Portugal -, o The Strongest chegou na terça-feira em Curitiba para a partida contra o Atlético com um grande problema: os desfalques.

Além dos lesionados Jair Torrico e Alejandro Chumacero, a lista de baixas do técnico Eduardo Villegas tem outros quatro nomes. São eles Daniel Vaca, Abraham Cabrera, Diego Bejarano e Walter Veizaga não poderão jogar devido a uma suspensão causada por uma confusão contra o Nacional (Paraguai) na última Sul-Americana.

Na delegação que viajou, dois atletas têm relação com o Brasil e estão retornando ao país. O único brasileiro do Tigre é o zagueiro Jefferson, formado pelo Tiradentes-CE e que também já passou pelo Universitario Sucre (Bolívia) e Roasso Kumamoto (Japão). No caso do boliviano Pablo Escobar, a relação com as terras verde e amarelas teve início com as passagens por clubes como Ipatinga, Santo André e Ponte Preta.

A equipe de La Paz deve estrear na Libertadores com Andrés Jemio; Enrique Parada, Jefferson Lopes, Marcos Barrera e Ernesto Cristaldo; Soliz, Víctor Hugo Melgar, Raúl Castro e Gabriel Ríos; Pablo Escobar e Boris Alfaro. 

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO X THE STRONGEST

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR).
Data: 13 de fevereiro de 2014, quinta-feira.
Horário: 20h.

Atlético: Weverton; Sueliton, Manoel, Cleberson e Natanael; Deivid, Paulinho Dias, João Paulo e Fran Mérida; Bruno Mendes e Ederson.
Técnico: Miguel Ángel Portugal.

The Strongest: Andrés Jemio; Enrique Parada, Jefferson Lopes, Marcos Barrera e Ernesto Cristaldo; Soliz, Víctor Hugo Melgar, Raúl Castro e Gabriel Ríos; Pablo Escobar e Boris Alfaro.
Técnico: Eduardo Villegas.