O atacante Neymar marcou nada mais que seis gols na partida de ontem entre Atlético e Santos. Mas como dois foram anulados pela arbitragem, o jogo acabou terminando em 4 a 1 a favor do Peixe (Guerrón descontou para o Furacão). Desses quatro tentos de Neymar, dois foram de pênaltis muito contestados pelos jogadores rubro-negros.

Apesar das reclamações contra a arbitragem, o meia Paulo Baier acabou se rendendo ao talento de Neymar. “O homem é um craque, um fenômeno, não tem jeito de segurar. Ele é um patrimônio do futebol brasileiro, uma relíquia que tem que ser preservada”, disse o maestro rubro-negro. “Não se discute a derrota. A não ser pelos dois pênaltis, que eu achei que não aconteceram”, completou o capitão atleticano.

As derrotas de Ceará e Cruzeiro acabaram não complicando tanto a vida do Atlético dentro do Campeonato Brasileiro. Na próxima rodada, o Furacão joga em casa, diante do Atlético-GO, e Paulo Baier sabe que só a vitória interessa para tirar a equipe da zona de rebaixamento (são dois pontos de distância para a Raposa, atual 16º colocado do campeonato).

“Não adianta lamentar essa derrota para o Santos, já passou. O Cruzeiro e o Ceará também perderam, então não fica tão ruim assim. A gente é forte em casa e vamos buscar a vitória sobre o Atlético-GO”, disse Paulo Baier, que ontem recebeu o terceiro cartão amarelo e desfalca o Atlético no jogo contra o Dragão. Cléber Santana é outro atleta suspenso para o duelo do póximo fim de semana.