O jogo foi sonolento e complicado para o Atlético. O ASA veio com a proposta de se defender e arrancar ao menos um empate, na noite desta terça-feira, no estádio Gigante do Itiberê. E tudo se encaminhava para um 0 a 0 frustrante para o torcedor rubro-negro, até que Paulo Baier fez a diferença e selou a vitória do Furacão por 1 a 0.

Esse resultado deixou o Atlético na 9ª colocação da Série B, com 26 pontos, a sete pontos de distância do G4. Na próxima rodada, o Furacão terá parada dura: o líder Criciúma, no sábado, às 16h20, em Paranaguá.

Primeiro tempo ruim em Paranaguá

Retrancado, o ASA impôs dificuldades ao Atlético logo no início da partida e ainda chegou com perigo em dois lances de contra-ataque. Aos poucos, o time rubro-negro foi tendo mais posse de bola, mas ainda sem conseguir encaixar uma boa jogada de ataque. A primeira boa oportunidade do Furacão aconteceu em chute de Marcão, aos 38 minutos, bem defendido por Gilson.

O jogo era sonolento e carente de técnica, com o Atlético martelando em busca do primeiro gol, mas sem conseguir ser eficiente no ataque. O ASA chegava apenas em contra-ataques e seguia bem postado em sua defesa, dificultando a criação por parte da equipe atleticana. Com isso, o placar não saiu do 0 a 0 na etapa inicial da partida.

Maestro novamente decisivo a favor do Atlético

O ASA se manteve bem retrancado no segundo tempo da partida, dificultando a armação de jogadas pela equipe rubro-negra. Aos 14 minutos, um dos refletores do estádio apagou e a partida ficou paralisada por mais de dez minutos até a luz ser restabelecida. O tempo ia passando e o duelo seguia sem grandes emoções e poucos lances de perigo a gol.

Até que, aos 39 minutos, Paulo Baier invadiu a área pela esquerda, driblou o marcador e bateu com categoria para o fundo das redes: 1 a 0 Atlético, que no finalzinho do jogo conseguiu furar o forte bloqueio imposto pelo ASA e somando mais três pontos no Brasileirão.