Por Pedro Melo com informações de Felipe Dutra

Autuori . (Divulgação/Atlético)

Autuori . (Divulgação/Atlético)

O Atlético perdeu para o xará mineiro por 1 a 0 e o jogo foi decidido em um pênalti muito questionado pelos atleticanos. Para o técnico Paulo Autuori, o lance da penalidade máxima foi um “absurdo” e a segunda reclamação foi em relação a um pênalti não marcado a favor do Rubro-Negro ainda no primeiro tempo.

“O jogo foi decidido em um lance patético. O pior é que tem gente fora de campo que sabe de tudo. Dá vontade de parar de trabalhar no Brasil porque enfrentamos uma equipe difícil como o Atlético e sair daqui derrotada por um lance absurdo. O jogador coloca a mão na bola, dá um pênalti a favor do Atlético-MG e tem que ter gente com coragem no futebol brasileiro”, declarou Autuori.

Já o presidente Luiz Sallim Emed complementou a reclamação da arbitragem e afirmou não se importar caso seja punido pelo STJD. “Muito insatisfeito com a arbitragem. O que está acontecendo com o Atlético é uma coisa terrível. O Atlético não teve um pênalti, o cara agarrou a bola e isso não existe. Quero ser punido só para esse cara saber que foi mal e não tem mais condição de aceitar”, comentou.

O mandatário ainda afirmou que não resolveria nada reclamar formalmente na CBF. “Eu quero ser punido para ele saber que eu estou insatisfeito com ele. Ele não é santo! Reclamar na CBF não adianta *** nenhuma”, finalizou.