Allan Costa Pinto
Malucelli não quer prejudicar o orçamento do Atlético nas obras da Copa

Uma reunião do Conselho Deliberativo do Atlético, na noite desta terça-feira, com a presença de 110 conselheiros, definiu uma data para o início das obras na Arena da Baixada, visando a Copa do Mundo de 2014. No dia 04 de outubro, um evento oficial vai marcar o pontapé inicial da reforma do estádio rubro-negro, de acordo com as exigências do caderno de encargos da FIFA.

Na reunião de ontem, os conselheiros aprovaram, por unanimidade, o orçamento máximo para a obra (R$ 180 milhões) e a constituição da Sociedade de Propósito Específico (SPE). “O Conselho Deliberativo aprovou a constituição da SPE, necessária para as obras na Arena. Também ficou definida a data de início das obras, no dia 04 de outubro, com o lançamento do reinício de obras na Arena visando a Copa das Confederações em 2013 e a Copa do Mundo de 2014”, disse o presidente do Conselho Deliberativo do Atlético, Gláucio Geara.

De acordo com o presidente Marcos Malucelli, o dinheiro necessário para concluir a Arena da Baixada não poderá sair do orçamento do clube, mas sim de recursos obtidos pela comissão de conselheiros montada justamente para lidar com assuntos da Copa do Mundo de 2014 e liderada pelo ex-presidente do Atlético, Mário Celso Petraglia.

“Os recursos têm que sair de dentro da comissão, não podem sair do orçamento do clube. O orçamento do clube é para atender o futebol até o fim do ano, deixar as contas pagas, salários em dia, 13º e demais encargos trabalhistas e previdenciários para que a gente feche o balanço igual em 2009 e 2010, com o clube totalmente organizado financeiramente e com condições de dar início ao ano que vem com sustentação de caixa. A obra é um outro caixa”, afirmou Malucelli.

A expectativa da comissão da Copa de 2014 é que as obras terminem à tempo da Arena da Baixada receber jogos da Copa das Confederações de 2013.