A polêmica eleição presidencial do Atlético ganhou mais um capítulo nesta quinta-feira. A chapa de oposição, denominada CAPGIGANTE, encabeçada pelo ex-presidente Mário Celso Petraglia, conseguiu uma liminar na justiça adiando em três dias a data do pleito rubro-negro, passando do dia 15 para o dia 18 de dezembro.

Em seu site oficial, a CAPGIGANTE diz que a diretoria do Atlético não cumpriu “uma decisão judicial que determinava 48 horas de prazo para entrega da lista completa de dados dos sócios”. Com isso, o grupo conseguiu o adiamento do prazo de inscrições de chapas para as eleições para até o dia 08 de dezembro, dez dias antes do pleito.

“Ainda não recebemos os dados completos dos sócios para formalizarmos a nossa chapa com os sócios aptos a serem candidatos. Além disso, como ainda não temos os dados, o prazo para iniciarmos o contato com os eleitores está cada dia menor”, afirmou Mario Celso Petraglia, no site oficial de sua chapa.

A outra chapa confirmada para o pleito rubro-negro, “Paixão pelo Furacão”, deve recorrer dessa decisão judicial, e por enquanto, nenhum membro quer se pronunciar oficialmente sobre o adiamento das eleições.