Monique Vilela/Banda B
Na conta de Adílson Batista: “O Atlético paga pelos erros do passado”, disse Renato Gaúcho

Antes de justificar o empate com o América após marcar no primeiro minuto de partida, o técnico Renato Gaúcho foi enfático ao ressaltar: o Atlético paga, hoje, pelos erros do passado. De volta à zona de rebaixamento, o Furacão lamenta, mesmo estando invicto há seis rodadas.

Nas dez partidas sob o comando do treinador, o Atlético conquistou 16 pontos. Estatísticas que estão na ponta da língua do técnico, que credita a má fase atual ao jejum de vitórias que marcou o início do Brasileiro. “O Atlético vai ficar nadando contra a maré durante algum tempo. Não é por um empate que eu vou achar que as coisas estão erradas. O time está pagando pelo passado e não pelo presente”, destacou, algumas vezes durante a entrevista coletiva após o empate.”Foi um jogo disputado, com muitas oporutndaides de gol perdidas. Tivemos vantagem e infelizmente tomarmos gol em seguida. Eu tenho que lamentar pelo que a equipe jogou, acho que a gente merceia a vitória”, avaliou o treinador, que evitou falar das substituições feitas durante o jogo.

Antes de sofrer os dois gols do empate, o Atlético dominava a partida. Na conta final, foram 12 finalizações do time de Renato Gaúcho contra 13 da equipe mineira. Falta de pontaria que custou o empate e a tranquilidade de passar mais uma rodada fora do Z4. “Todo mundo comete erros e o Atlético também. Mas o que não pode é fazer dois gols e ceder empate, mesmo depois de eu ter alertado”, lamentou, ao destacar a situação comum de desespero em que vivem os dois times.