Por Rodrigo Dornelles com informações de Felipe Dutra
Autuori condenou inércia da equipe. (Divulgação/ Atlético)

Autuori condenou inércia da equipe. (Divulgação/ Atlético)

O Atlético foi derrotado pelo Figueirense no Orlando Scarpelli na tarde desta quarta-feira (7), pelo placar de 1 a 0, e perdeu a oportunidade de encostar no G4 do Brasileirão. Derrota com gol logo aos quatro da primeira etapa e em um jogo com pouquíssimas chances de gol. Para o técnico Paulo Autuori, a pior partida do Furacão.

Na avaliação do treinador, essa foi a pior atuação do Rubro-negro sob o seu comando até o momento. “Hoje foi nossa pior exibição em todos os sentidos, o time foi muito mal, não vamos ficar de justificativa, a equipe não esteve bem. Falta de concentração quando começou o jogo, tomamos o gol. Vamos ver o que vamos fazer para o próximo jogo”, comentou Autuori.

Sem desculpas, Paul Autuori admite que a equipe não esteve bem em campo e condena a inércia do time diante do Figueira. “Nós temos feito bons jogos fora de casa, o que não foi o caso hoje. Já vencemos quando não fomos bem e já fomos bem e não vencemos, hoje nem uma coisa nem outra”, disse o treinador. “Não costumo passar a borracha em nada na minha vida, prefiro saber o que aconteceu, analisar e tentar entender o que se passou. Uma coisa é jogar mal, outra é jogar de maneira totalmente desconcentrada e em uma inércia”, afirmou.

Mesmo a cobrança pela ineficácia do ataque atleticano ficou fora de questão para o comandante nesta partida, já que as chances nem chegaram a ser criadas. “Nós temos tido ineficácia, criamos chances, mas hoje não criamos, nós temos que saber analisar isso. Uma coisa é criar e não ser eficaz, e tem ocorrido conosco. Hoje nem isso fizemos, faltou eficiência do jogo coletivo e a ineficácia nem precisou existir”, avaliou Paulo Autuori.