Por Guilherme Coimbra com informações de Greyson Assunção

Grafite chegou ao Furacão estipulando meta acima dos 30 gols para a temporada (Divulgação/Atlético)

Uma das principais contratações do Atlético para 2017, o atacante Grafite é a esperança de bola na rede da equipe para a disputa do Campeonato Paranaense, Taça Libertadores, Brasileirão e da Copa do Brasil. Vice-artilheiro do Brasil no último ano, com 24 gols, o camisa 23 rubro-negro não economizou na promessa e cravou meta acima dos 30 para a temporada. Readaptado ao futebol brasileiro, o reforço atleticano espera adquirir condicionamento o mais rápido possível para participar integralmente das atividades junto do elenco. 

Esbanjando forma física aos 37 anos, Grafite espera estar apto para intensificar os treinamentos o quanto antes. “Eu tenho uma genética muito boa dentro do meu estilo de jogo. Se eu estiver bem fisicamente, eu sei o que eu posso render dentro de campo. Sabemos que essa volta das férias, o começo da temporada é difícil. Eu estou chegando no clube e fiz dois treinamentos já. Espero me condicionar o mais rápido possível. Vou precisar de uns dias a mais, até porque me apresentei depois dos jogadores. Mas eu creio que nos próximos dias eu já vou estar no nível deles aí, podendo treinar em dois períodos todos os dias”, afirmou.

Agora com a camisa do Furacão, o atacante celebrou a rápida readaptação ao futebol nacional e espera render o esperado pelo clube. “Espero poder fazer um grande ano. No ano passado eu joguei mais de 50 jogos na temporada. Eu não esperava que a minha readaptação ao futebol brasileiro fosse assim tão rápida. Eu voltei no segundo semestre de 2015 e joguei metade da Série B naquele ano. Fiquei muito contente com o meu desempenho em 2016, acho que foi isso que chamou a atenção do Atlético. E pelas condições que temos aqui, eu vou poder render bastante e ajudar a equipe”, destacou.

Vice-artilheiro do Brasil no último ano com 24 gols, Grafite estipulou uma meta acima dos 30 com a camisa do Atlético na temporada. “No meu número geral, ano passado, faltaram alguns gols. Agora eu quero fazer o máximo possível. Vamos disputar quatro campeonatos, então dá para fazer um número razoável”, disse. “Eu sei do meu potencial, do peso que tem o meu nome. Lógico que o torcedor vai esperar muitos gols, mas é um número bom. Eu quero fazer mais gols em 2017. No ano passado eu estipulei 30 gols na temporada. Faltaram seis e este ano eu pretendo fazer mais para ajudar a nossa equipe”, finalizou.