Ouça o áudio

Divulgação/Atlético Paranaense
Torcedor gritou o nome do argentino, autor dos dois gols da vitória sobre o insistente Internacional

Nieto debutou no Campeonato Brasileiro. Foi da cabeça do argentino, em seus dois primeiros gols no Nacional, que o Atlético bateu o Internacional por 2 a 0 na Arena da Baixada, neste domingo. A pressão do Colorado foi companheira do Atlético durante os 90 minutos, mas a trama ofensiva do Furacão conseguiu encontrar espaços nas laterais para vencer e ver o sonho de deixar a zona de rebaixamento mais próximo. (Ouça os gols na narração de Jaques Santos)

Com a vitória, o time rubro-negro chega a 27 pontos e está a dois do Cruzeiro, primeiro fora da ZR. No próximo domingo, o Furacão enfrenta o Avaí, concorrente direto na briga pela permanência na Série A.

Velocidade colorada e gol mal anulado

O primeiro tempo na Arena da Baixada teve de tudo. De objeto arremessado no gramado pela torcida a pênalti claro a favor do Furacão não marcado. Já conhecido pelos meias que agem rápido, o Internacional começou na correria enquanto o Atlético ainda lutava para se encontrar em campo. Desorganizado, o Rubro-negro tentava na base da vontade.

Sem levar perigo ao time gaúcho que dominou todos os setores do campo, o Furacão foi presença rara na área colorada e pouco arrematou no primeiro tempo. Quando ainda estava acuado em seu campo de defesa, o Furacão conseguiu sair para o ataque até Guerrón receber impedido na cara do gol, mas ter o seu gol corretamente anulado pelo assistente. Mais confiante, o time rubro-negro conseguiu tranquilizar a defesa e adiantar a marcação no fim da etapa inicial.

Colorado pressiona, mas Nieto salva a lavoura

O segundo tempo começou com duas alterações no time atleticano: Paulinho deixou o campo para a entrada de Marcinho e Fransérgio entrou no lugar de Renan Foguinho, que passou mal na volta dos vestiários e não teve condições de jogo. E antes que o Atlético pudesse mostrar qualquer poder de reação com as alterações, o Inter teve um gol mal anulado pelo assistente de Paulo César Oliveira.

Com o erro de arbitragem, o time percebeu que era hora de se lançar ao ataque e o gol finalmente saiu. Aos 13, o argentino Nieto aproveitou o cruzamento de Marcinho e subiu pra cabecear e fazer seu primeiro gol no Brasileirão. Como esperado, o Inter se lançou pro tudo ou nada e pouco depois de sofrer o gol, viu Renan Rocha operar um verdadeiro milagre ao parar a cabeçada de Jô, aos 16.

Depois de muita pressão do time gaúcho, o argentino Nieto usou novamente a cabeça para garantir o sexto triunfo do Atlético no campeonato. Da direita, veio o cruzamento certeiro que encontrou o argentino e colocou o Atlético em uma vantagem que tranquilizou. O segundo gol marcado aos 38 incendiou a torcida, que, das arquibancadas, ovacionou Nieto, recém-recuperado de lesão. A vitória suada deixou o Furacão muito mais próximo de deixar a zona da degola, já que a diferença que já foi de seis pontos agora é de apenas dois.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Brasileiro 27ª rodada

Atlético Paranaense 2 x 0 Internacional

Data: 02/10/2011
Horário: 16h
Local: Arena da Baixada (Curitiba-PR)

Atlético Paranaense: Renan Rocha; Edílson, Manoel, Fabrício e Paulinho (Marcinho); Renan (Fransérgio), Marcelo Oliveira, Cléber Santana e Paulo Baier; Guerrón e Nieto.
Técnico: Antônio Lopes

Internacional: Muriel; Nei, Bolívar, Juan e Fabrício; Bolatti, Guiñazu (João Paulo), Oscar, D’Alessandro e Ricardo Goulart (Alex); Jô.
Técnico: Dorival Júnior

Árbitro: Paulo César Oliveira (SP)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Emerson Augusto de Carvalho (SP)
Gols: Nieto (Atlético/ 13’ do 2º tempo e 38’ do 2º tempo).

Cartões amarelos: Marcelo Oliveira, Guerrón (Atlético). Guiñazu (Internacional).
Cartões vermelhos:
Público pagante: 14.431.
Público total: 15.808.