Por Guilherme Coimbra

Time paraguaio foi derrotado pelo Libertad, por 2 a 1, no último jogo em casa (Divulgação/Deportivo Capiatá)

Se quiser avançar à fase de grupos da Libertadores, o Atlético terá que vencer o Deportivo Capiatá, do Paraguai, fora de casa, na noite desta quarta-feira (22), no Estádio Lic. Erico Galeano Segovia. Para quebrar o tabu de cinco meses sem vitória como visitante e se classificar na competição, o Furacão terá pela frente um adversário sem grande força como anfitrião. Com um aproveitamento de 42,4% como mandante no ano passado, o clube paraguaio acumula duas derrotas em três jogos dentro de casa nesta temporada.

No ano passado, o Deportivo Capiatá teve um aproveitamento baixo como anfitrião. Em 22 jogos como mandante, a equipe venceu sete, empatou outros sete e perdeu oito vezes, somando um aproveitamento de 42,4%. Em 2017, em três partidas em casa, já são duas derrotas – contra Universitário-PER e Libertad – e uma vitória, contra o Deportivo Táchira, da Venezuela, pela primeira fase da Libertadores.

Na segunda fase da Libertadores, o Capiatá acabou surpreendido pelo Universitário, do Peru, por 3 a 1, mas garantiu a vaga com uma vitória heroica fora de casa por 3 a 0.

Para aproveitar o retrospecto ruim do adversário como mandante, o Atlético terá que quebrar um tabu que dura desde o dia 21 de setembro do ano passado, quando venceu a sua última partida como visitante, contra o Grêmio, por 1 a 0, pelo jogo de volta da Copa do Brasil.

Mesmo diante dos números contrários ao Deportivo Capiatá dentro do seu estádio, o técnico Paulo Autuori espera um adversário forte e quer o Rubro-Negro bem preparado para a partida. “Temos uma ideia clara que será o jogo deles. Não vai fugir muito das características que apresentaram. É uma equipe que trabalha muito com bolas longas, disputando a primeira e a segunda [bola]. Precisamos estar atentos”, afirmou em entrevista ao site oficial do clube.

O Atlético vai encarar o Deportivo Capiatá nesta quarta-feira (22), às 21h45, no Estádio Lic. Erico Galeano Segovia, em Capiatá, pelo jogo de volta da terceira fase da Taça Libertadores.