Por João Pedro Alves

A derrota do Atlético da noite desta quarta-feira (26) para o Vélez Sarsfield por 3 a 1 fez com que a equipe perdesse a chance de disparar na liderança do Grupo 1 da Libertadores e deixou um gosto amargo no aniversário de 90 anos do clube. O resultado ficou longe de ser aquele sonhado pela torcida rubro-negra, e como consequência apareceram críticas. Um dos principais alvos foi o técnico Miguel Ángel Portugal.

(Foto: Divulgação/Atlético)

(Foto: Divulgação/Atlético)

Os questionamentos que surgiram nas arquibancadas pela insistência em algumas ideias e com alguns atletas, como o já marcado meia Matías Mirabaje, foram deixados de lado e o treinador disse ter aprovado a atuação rubro-negra. O maior problema do Furacão durante esta jornada na Vila Capanema, de acordo com o espanhol, foi além do futebol: a falta de sorte desde o primeiro minuto, quando uma bola foi tirada em cima da linha pela zaga argentina.

“O goleiro, a trave e a sorte não quiseram que saíssem os gols. A sorte muitas vezes está de um lado, e às vezes de outro. O resultado não foi justo”, destacou Portugal. “Se você fala que em uma derrota por 3 a 1 teve possibilidades de fazer um bom resultado, as pessoas poem achar que está louco. Mas penso que tivemos muito mais chances de fazer os gols, mas eles tiveram a qualidade para marcar”, analisou.

Por falta de sorte ou competência, a derrota não foi nada boa para o Atlético. O tropeço fez o time parar nos 9 pontos na tabela, enquanto o Vélez disparou com 12, e fez o The Strongest virar uma sombra – os bolivianos têm 6 pontos e ainda jogam na rodada contra o Universitario.

A lamentação, no entanto, foi algo afastado por Miguel Ángel Portugal após a derrota. Ele pede que o elenco mantenha a cabeça erguida e foque na preparação para o próximo compromisso: a decisão do dia 8 de abril contra o The Strongest na altitude de La Paz, na Bolívia. É jogo que vale vaga nas oitavas de final da Libertadores.

“Temos que focar na próxima partida. Conhecemos os jogos na altitude, são difíceis. Mas temos que ganhar para conseguir a classificação. Estamos tristes pela derrota, mas saberemos nos levantar”, finalizou.

Notícias relacionadas:

Atlético recebe ‘presente de grego’ no aniversário e é derrotado pelo Vélez em casa