Por Guilherme Coimbra 

Temido como mandante, Furacão estreia na Libertadores diante da sua torcida (Divulgação/Atlético)

A força do Atlético dentro da Arena da Baixada já é conhecida, principalmente quando o assunto é Libertadores. Melhor mandante do último Brasileirão, o Furacão estreará em casa, diante do Millonários, da Colômbia, no dia 1º de fevereiro, em jogo válido pela segunda fase da competição. Ao seu lado, além do apoio da torcida rubro-negra, a equipe terá o retrospecto favorável como anfitrião em jogos no torneio.

O histórico dentro de casa favorece o Atlético na Libertadores. Em quatro participações, o Furacão soma 18 partidas como mandante na competição. São 13 vitórias, dois empates e apenas três derrotas, com um aproveitamento de 72%.

Quando o assunto é Arena da Baixada, o retrospecto aumenta. Em 13 jogos disputados na competição dentro do seu estádio, o Atlético venceu 10, empatou uma e perdeu apenas duas, com 79,4% de aproveitamento.

A primeira partida do Rubro-Negro como mandante na Taça Libertadores aconteceu em 2000, diante do Emelec, do Equador. Na ocasião, o time comandado pelo técnico Vadão venceu por 1 a 0, com gol do atacante Kleber Pereira. A equipe perdeu apenas para o Bolívar (2 a 1) em 2002, Independiente Medellín (4 a 0) em 2005 e Vélez Sarsfield (3 a 1) em 2014.

O Atlético encara o Millonários, da Colômbia, no dia 1º de fevereiro, às 21h45, na Arena da Baixada.