Autor de três assistências na vitória do Atlético por 4 a 1 sobre o Joinville, na primeira rodada da Série B, o meia Paulo Baier admitiu que pediu ao técnico Juan Carrasco para não ser mais escalado como volante e hoje se sentiu bem por poder atuar na posição que gosta, na armação de jogadas.

“Eu conversei com o Carrasco e falei que de volante é complicado pra mim. E hoje me senti bem jogando um pouco mais adiantado, e mesmo com 37 anos, ajudei o Atlético com três assistências e isso me deixa muito feliz. É uma vitória pessoal para mim”, afirmou o jogador, eleito pela equipe Banda B o melhor em campo.

Segundo Baier, Carrasco conversou com ele assim que chegou ao Atlético, já pedindo para que ele atuasse como volante em algumas partidas. “Eu disse que não tinha problema. Mas chega um ponto que a gente acaba se prejudicando, e hoje jogando na minha, me senti muito bem nos 90 minutos e ajudei a equipe da maneira que eu mais gosto, com assistências”, explicou.

Além de sair de campo satisfeito com seu rendimento individual, Paulo Baier comemorou o bom resultado conquistado pelo Atlético fora de casa e ainda elogiou a presença dos torcedores, que lotaram o setor destinado aos visitantes, na Arena Joinville.

“Vencemos bem na estreia da Série B, que é um campeonato difícil”, afirmou o maestro. “Temos que agradecer a torcida que veio até aqui hoje, porque é na dificuldade que a gente vê quem é o verdadeiro torcedor, e esse que está ao nosso lado vai ser muito útil na Série B. Só tenho a agradecer a nossa torcida, que é maravilhosa”, finalizou Paulo Baier.