A derrota do Atlético por 1 a 0 para o Bahia foi bastante lamentada pelo técnico Antônio Lopes. Para o comandante rubro-negro, o Furacão foi bem na primeira etapa, mas pecou em alguns quesitos, e por conta disso, não conseguiu balançar as redes do tricolor baiano.

“Nós fomos bem no primeiro tempo, o meio-campo tava bem posicionado e a gente tinha posse de bola. Faltou um trabalho maior nos passes longos para aproveitar a velocidade do Morro e do Guerrón. Nós não fomos bem nessas descidas de bolas longas”, analisou o treinador rubro-negro.

A principal reclamação de Antônio Lopes foi não conseguir repetir uma mesma escalação desde que chegou ao Furacão, no dia 04 de setembro. De lá pra cá, foram cinco jogos e cinco formações diferentes, contando a partida desta quarta-feira. Diante do Bahia, Lopes escalou Gustavo na zaga, mas o jogador recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora do duelo de sábado, contra o Fluminense. Além disso, Madson e Marcinho seguem no departamento médico e são dúvida para enfrentar o tricolor carioca.

“É difícil. A gente está procurando montar um time base para dar uma sequência, mas estamos enfrentando muitos problemas, por lesão, por cartão. Eu ia manter o Gustavo na zaga, mas ele está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O Madson acho que não vai ter condições, o Marcinho talvez”, finalizou Antônio Lopes.